Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

JOGO ABERTO

Hugh Grant explica que nunca tinha feito TV porque 'era esnobe'

Divulgação/BBC

Hugh Grant em cena da minissérie A Very British Scandal, que lhe rendeu indicação ao Globo de Ouro - Divulgação/BBC

Hugh Grant em cena da minissérie A Very British Scandal, que lhe rendeu indicação ao Globo de Ouro

REDAÇÃO

Publicado em 9/6/2019 - 11h52

Indicado ao Globo de Ouro deste ano por seu trabalho na minissérie A Very British Scandal, seu primeiro papel fixo na TV desde 1985, o britânico Hugh Grant explicou que não havia seguido o passo de outros colegas e migrado para a televisão antes porque se achava superior a ela. "Eu era esnobe, simplesmente", assumiu o ator de 58 anos.

A revelação foi feita em uma mesa-redonda promovida pela revista Variety com atores que se destacaram neste ano em séries de drama. Além dele, participaram da reunião Stephan James (Homecoming), Diego Luna (Narcos: México), Sam Rockwell (Fosse/Verdon), Billy Porter (Pose) e Richard Madden (Bodyguard).

O discurso de Grant mudou por completo depois de A Very British Scandal: ele atualmente está gravando a série The Undoing, produção da HBO em que atuará ao lado de Nicole Kidman e Donald Sutherland.

"Não tenho mais nenhuma dúvida de que a TV está repleta de roteiristas fantásticos e tudo mais. Eram projetos brilhantes, e eu precisava aceitar fazê-los", explicou.

A ideia de participar de A Very British Scandal partiu do diretor Stephen Frears, com quem Grant trabalhou no longa Florence: Quem É Essa Mulher? (2016).

"Nós fomos jantar juntos e ele me perguntou o que eu faria depois do filme. Eu disse que tinha um projeto, mas ele falou que eu precisava fazer outra coisa. E me mandou o roteiro [da minissérie]. Eu peguei para ler, e eram três episódios. Pensei: 'Televisão? Eu não faço televisão'", lembrou ele.

"Mas aí eu sentei para ler os textos e eram brilhantes. E eu percebi que todo mundo está fazendo TV agora. É que eu fico tentando recuperar aqueles dias de glamour do passado, sabe? Cinemas lotados... Mas agora tudo isso acabou."

O trabalho em A Very British Scandal pode render a Grant uma indicação inédita ao Emmy --ele já havia sido nomeado outras quatro vezes ao Globo de Ouro por seu trabalho no cinema, e ganhou na primeira, pela atuação em Quatro Casamentos e um Funeral (1994).

A minissérie também colocou o ator na lista de indicados do Bafta, o maior prêmio da indústria britânica, e do Screen Actors Guild, em que os próprios atores votam em seus colegas de profissão. Ele foi superado por Benedict Cumberbatch (de Patrick Melrose) e por Darren Criss (de American Crime Story), respectivamente.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?