Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Drama sobrenatural

Evil ganha segunda temporada e é a primeira série renovada da nova safra

Divulgação/CBS

Os atores Katja Herbers e Mike Colter juntos em cena da primeira temporada de Evil

Os atores Katja Herbers e Mike Colter na primeira temporada de Evil, série renovada para o segundo ano

REDAÇÃO

Publicado em 23/10/2019 - 12h10

Drama sobrenatural disponível no Globoplay, Evil foi renovada para a segunda temporada. A produção criada pelo casal Robert e Michelle King (de The Good Wife e The Good Fight) é a primeira série da fall season deste ano a ganhar uma nova leva de episódios, prevista para estrear em setembro do ano que vem.

A rede CBS, que exibe Evil nos Estados Unidos, renovou o drama sem encomendar mais episódios para a primeira temporada. Ou seja, o ano de estreia da série terá apenas 13 capítulos, seguindo o modelo mais curto adotado por plataformas de streamings. A TV aberta americana tem por tradição fazer dramas que passam dos 20 episódios por temporada.

Protagonizada por Mike Colter (o Luke Cage das séries da Marvel na Netflix) e Katja Herbers (Westworld), Evil junta um padre gato (vivido por Colter) com uma psicóloga forense cética (Katja), que investigam milagres e possessões.

Assim, Evil coloca um tempero a mais na às vezes insossa fórmula de tramas que apresentam um caso a cada semana. Os ingredientes a mais, nesse caso, são religião e espiritualidade.

Sincerona, Evil não apenas debate a existência de Deus, mas qualquer ação sobrenatural, seja angelical ou demoníaca. Como contrapeso, há o lado da igreja que tenta tirar a limpo tais eventos.

Como todas as outras séries da fall season, Evil está mal das pernas no quesito audiência. Até agora, com quatro episódios exibidos nos EUA, a atração tem uma média de 4,04 milhões de telespectadores. Esse dado coloca Evil como o segundo drama novato mais visto na TV aberta americana, na medição "ao vivo", atrás apenas de All Rise, também da CBS.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?