Sophie Turner

De menina sonsa a mulherão: A evolução de Sansa Stark em Game of Thrones

Imagens: Divulgação/HBO

Sophie Turner, a Sansa Stark de Game of Thrones, em imagem da primeira temporada (à esq.) e da oitava - Imagens: Divulgação/HBO

Sophie Turner, a Sansa Stark de Game of Thrones, em imagem da primeira temporada (à esq.) e da oitava

JOÃO DA PAZ - Publicado em 24/04/2019, às 05h55

De uma vez por todas, Sansa Stark (Sophie Turner) superou o brasileiríssimo apelido de sonsa. Vide o episódio mais recente de Game of Thrones, o segundo da oitava temporada, no qual a ruiva não tremeu na base ao sentar frente a frente com a poderosa Daenerys (Emilia Clarke) e defender o Norte (leia-se os Starks), colocando a loira contra a parede.

A evolução de Sansa na trama fantasiosa da HBO é nítida, seja no aspecto visual (roupa e cabelo), físico (deixou de ser uma menininha e virou um mulherão) e mental (assumiu o papel de líder de sua família). A transformação da personagem, observada pelo fã mais atento, é corroborada por um dos cocriadores da série.

Sansa Stark ajoelhada e humilhada em King's Landing

Em entrevista para o site da revista Entertainment Weekly, David Benioff não hesitou ao dizer qual personagem de Game of Thrones mais evoluiu da primeira para a última temporada.

"Sansa", disse o produtor de bate-pronto. Benioff explicou porque sua resposta estava na ponta da língua. "Ela começou muito novinha e foi forçada a passar pelo método mais brutal de amadurecimento no mundo [de Westeros]. Ela se tornou uma pessoa poderosa, superando todas as expectativas."

"Eu não acho que muitas pessoas que assistiram Sansa na primeira temporada apostariam que ela se transformaria na mulher que vemos agora", completou Benioff. Ele ainda ressaltou que a atriz Sophie Turner colaborou diretamente para que sua personagem ganhasse tanto destaque.

"Nós sabíamos que ela era uma ótima atriz mirim, mas não fazíamos ideia de que ela iria virar essa força [em Hollywood] que é atualmente", revelou o produtor. Com seus 23 anos, Sophie Turner é a Jean Grey (a Fênix) na franquia dos filmes dos X-Men. Neste ano, entra em cartaz um longa protagonizado pela sua personagem mutante.

O pão que o diabo amassou

De fato, Game of Thrones não tem personagem que enfrentou mais dificuldades do que Sansa Stark. Lá no início, ela queria ser uma donzela, cheia de sonhos, ambição oposta à da irmã caçula, a Arya (Maisie Williams). Mas após a morte do pai, Ned (Sean Bean), sua vida entrou em um espiral de desgraças.

Sansa ao lado do pilantra Mindinho em cena de GoT

A filha mais velha dos Starks ficou cativa em King's Landing, sob o jugo do tosco rei Joffrey (Jack Gleeson) e de sua mãe, a não tão doce Cersei (Lena Headey). Fora a tortura psicológica, Sansa foi agredida e quase estuprada, em um período no qual era uma mocinha que tinha acabado de menstruar.

Nada como más companhias para atrair mais gente ruim. Mindinho (Aidan Gillen), o maior leva-e-traz de Westeros, entrou na vida de Sansa para manipulá-la ao seu bel-prazer. Foi um momento em que ela deixou de lado os vestidos coloridos para usar roupas num tom escuro, que personificava seu estado de espírito após fugir de King's Landing.

Com o passar do tempo, Sansa soube usar a malandragem de Mindinho a seu favor e deu um chapéu nele quando o malandro menos esperava --ele ainda tinha uma paixão doentia pela ruiva. Está aí outro departamento no qual a menina Stark sempre foi azarada: o amor.

Antes mesmo de ser maior de idade, Sansa se casou duas vezes. O primeiro casório foi uma humilhação pública, uma união arranjada com o anão Tyrion Lannister (Peter Dinklage). O segundo foi uma humilhação privada, permitida por Mindinho, com o sádico Ramsay Bolton (Iwan Rheon), que a estuprou na noite de núpcias.

Aquela trágica noite foi a gota d'água para Sansa, que decidiu de vez ser protagonista da própria história. Ela contou com a ajuda de um homem que, enfim, lhe ajudou sem querer nada em troca, o altruísta Theon Greyjoy (Alfie Allen), que a livrou das garras de Ramsay. Por isso ela ficou tão contente em revê-lo em Winterfell, no episódio do último domingo (21).

Sansa (Sophie Turner) encara Daenerys (Emilia Clarke), sem se intimidar, em cena de GoT

O último capítulo se mostrou decisivo para Sansa e sua família. A enquadrada dada em Daenerys foi de gente grande. A ruiva deixou claro, com todas as letras, que o Norte e os Starks não vão se dobrar para nenhuma rainha de King's Landing. Dito isso, ela perguntou a Daenerys quais são os planos da loira caso assuma o Trono de Ferro após derrotarem os White Walkers.

A resposta não veio porque o encontro um tanto quanto embaraçoso para a Mãe dos Dragões, pega de surpresa pela firmeza de Sansa, foi interrompido. Mas inevitavelmente esse é um assunto que voltará à tona em algum dos próximos quatro episódios restantes da última temporada de Game of Thrones.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu casal favorito no Power Couple?
Nicole Bahls e Marcelo Bimbi. Me divirto com as confusões dela e a irritação dele.
48.90%
André Coelho e Clara Maia. São focados no jogo e são os mais bonitos.
5.58%
Lucas Salles e Camila Colombo. São os mais fofos e engraçados.
8.64%
Daniel Saullo e Mariana Felício. Parceiros demais, têm tudo para vencer o reality.
36.88%

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook