No Globoplay

Cinco motivos para assistir à segunda temporada de Killing Eve

Imagens: Divulgação/BBC America

Sandra Oh na segunda temporada de Killing Eve; atriz indicada ao Emmy e venceu o Globo de Ouro  - Imagens: Divulgação/BBC America

Sandra Oh na segunda temporada de Killing Eve; atriz indicada ao Emmy e venceu o Globo de Ouro

JOÃO DA PAZ - Publicado em 27/05/2019, às 06h13

Drama indicado ao Globo de Ouro, Killing Eve demora para pegar no tranco na segunda temporada, que estreia nesta segunda-feira (27) no Globoplay, apenas um dia após chegar ao fim nos Estados Unidos. Porém, assim que embala, a trama cresce e repete momentos áureos do ano de estreia. A nova leva de episódios, oito no total, acrescenta elementos que reforçam cirurgicamente a trama de espionagem, guiada por um elenco afiadíssimo.

De Sandra Oh, vencedora do Globo de Ouro, a uma nova serial killer e personagens inéditos, veja cinco motivos para assistir à segunda temporada de Killing Eve:

As personagens de Sandra Oh e Jodie Comer funcionam melhor quando uma pensa na outra 


Cenas com Sandra Oh e Jodie Comer

A segunda temporada começa exatamente após o desfechdo do primeiro ano, com a agente Eve Polastri (Sandra Oh) procurando a ensanguentada assassina Villanelle (Jodie Comer). Nesse ponto, Killing Eve perde sua principal força, que é a conexão incrível entre as atrizes Sandra e Jodie, pois suas personagens vão para caminhos opostos. Os dois primeiros episódios não empolgam justamente pelo distanciamento entre as personagens.

O fã tem de ser paciente porque tudo muda do terceiro episódio em diante. A obsessão de Eve por Villanelle aumenta, e a série surpreende ao amarrar a jornada das duas, isso para que o público possa vê-las em seus melhores momentos, quando uma está pensando ou perseguindo a outra.

A magia da dupla sustenta a série e só isso já é suficiente para não deixar de assisti-la. Quem sabe agora os votantes do Emmy não esnobem Jodie Comer, digna de, pelo menos, uma indicação.

Eve Polastri (Sandra) encara papelada que só faz sentido para ela, na caça de uma serial killer


Outra serial killer na área

Nos primeiros capítulos, para suprir a separação de Eve com Villanelle, uma outra serial killer entra no radar da agente do serviço de inteligência do Reino Unido. A criminosa é conhecida somente como The Ghost (A Fantasma), porque sua característica principal é não deixar rastros na cena do crime, o oposto de Villanelle. A caça por essa serial killer é interessante e cai bem como uma subtrama.

Esses são os novos personagens de Killing Eve: Jess (Nina Sosanya) e Hugo (Edward Bluemel)


Novos personagens

Eve ganha um novo time para pegar A Fantasma. Estão ao seu lado os agentes Jess (Nina Sosanya) e Hugo (Edward Bluemel), do MI6, serviço de inteligência britânico. Grávida, Jess exibe uma calma que chega a irritar. Ela não tem papas na língua e é cheia de trocadilhos hilários, se mostrando muito bem-humorada. Também é inteligente e com muita experiência em investigações.

Tarado por sexo, Hugo é um homem que se acha. Tem como qualidade o fato de ser um ninja da computação. Mas seu comportamento totalmente desleixado ataca os nervos de Eve, que vive trocando farpas com o novo colega. Nessa relação tensa, Hugo não perde a oportunidade de soltar piadinhas de teor sexual.

A atriz irlandesa Fiona Shaw brilha em Killing Eve no papel da sutil (e temida) Carolyn Martens


Sutileza de Fiona Shaw

Os fãs de Killing Eve podem ficar sossegados que a formidável atriz Fiona Shaw está de volta na segunda temporada, revivendo o papel da temida Carolyn Martens, uma diretora do MI6 que supervisiona a nova equipe de Eve. Aquela sutileza de Carolyn, que não muda o tom de voz seja em um momento descontraído ou quando dá um esporro, está muito presente nesta segunda temporada.

Para apimentar a trama, ela bate de frente com Eve porque a agente quer pegar Villanelle de qualquer jeito, enquanto a chefe exige que os esforços sejam somente voltados na caça da nova serial killer no pedaço.

Sandra Oh e Owen McDonnell na segunda temporada de Killing Eve; mais Niko nos episódios


Mais Niko

Mal aproveitado na primeira temporada, o marido de Eve, o professor Niko Polastri (Owen McDonnell), ganha mais destaque na nova leva de episódios. Ele sempre foi muito ressabiado com o trabalho de sua mulher, desconfiança que só aumenta com o avanço do tempo. Niko está mais presente na temporada porque tomará atitudes que afetarão tanto a vida pessoal quanto a profissional de Eve.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você está gostando de Amor de Mãe?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook