Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Crítica | Humor

Tapas & Beijos segue A Grande Família e deve terminar no auge

Pedro Paulo Figueiredo/TV Globo

As atrizes Andréa Beltrão e Fernanda Torres em Tapas & Beijos, humorístico da Globo - Pedro Paulo Figueiredo/TV Globo

As atrizes Andréa Beltrão e Fernanda Torres em Tapas & Beijos, humorístico da Globo

RAPHAEL SCIRE

Publicado em 8/10/2014 - 19h01

Fátima (Fernanda Torres) e Sueli (Andréa Beltrão) começaram Tapas e Beijos, em 2011, solteiras, casaram-se no ano seguinte, separaram-se logo depois e hoje vivem enroladas, aos tapas e beijos, com Armane (Vladimir Brichta) e Jorge (Fabio Assunção), justificando assim o título da série.

Em tempos em que as séries nacionais não passam da primeira temporada, Tapas & Beijos destaca-se por manter-se no ar pelo quarto ano seguido. É de se considerar que, quando comparado com A Grande Família, que ficou 14 anos em exibição, o seriado é uma menina na puberdade.

Boa parte do sucesso e da história se dá ao carisma de suas protagonistas. É visível a química entre as duas atrizes, o que deixa o enredo e o texto mais naturais e, portanto, mais engraçados, como convém a uma série de humor. Mas, assim como ocorreu com A Grande Família, Tapas & Beijos deixará de ser produzido ainda no seu auge _a temporada de 2015 será a última. 

A história das duas solteironas que, ironicamente, trabalham em uma loja de noivas, poderia desbancar para a melancolia, mas é o riso que dá o tom da narrativa sem, contudo, ser escrachado. A graça está no jeito como o texto é dito, nas piadas inseridas no tempo certo e até mesmo no gestual e olhar dos atores.

O elenco integrado é outro ponto a favor da série. Flavio Migliaccio (Seu Chalita) é um dos melhores comediantes da TV brasileira e, a cada vez que entra em cena, dá show _o sotaque forçado é quase imperceptível. O mesmo pode ser dito de Vladimir Brichta, na pele do trambiqueiro Armane. E até Fábio Assunção, que nunca teve papéis cômicos de destaque, encontrou o tom de Jorge.

Dinâmica, a história dá espaço para que os personagens secundários também passem por transformações _o que a sustenta há tanto tempo no ar. Tavares (Kiko Mascarenhas) é o melhor exemplo desse dinamismo: de advogado passou a mendigo e agora volta a atacar de representante da lei. Flavinha (Fernanda Fernandes) é outra: já foi gerente da Djalma Noivas e agora ataca de dançarina do La Conga, a boate de Jorge. Até personagem sem intérprete a série se dá ao luxo de ter: Clotilde, a ex mulher de Armane que vive atormentando a paciência de Fátima só de ter o nome pronunciado.

Microcosmo de um Rio de Janeiro nada idealizado, a Copacabana de Tapas & Beijos mostra os perrengues da turma, que vira e mexe está metida em confusão _principalmente quando o assunto é dinheiro. Atualmente, Sueli não tem onde morar e vive de favores na casa da melhor amiga. Ontem (7), as duas ainda tiveram de aturar a prole gigantesca de Armane: seus cinco filhos quase botaram fogo no apartamento onde moram.

Tapas & Beijos conta, ainda, com a direção de núcleo de Maurício Farias, uma espécie de Midas do riso na Globo e responsável pela atual reformulação do cambaleante e desgastado Zorra Total. Em Tá no Ar, Farias, junto com Marcelo Adnet e Marcius Melhem, também trouxe ar novo para o humor dos programas da emissora, engessado nos últimos tempos.

Embora tenha inúmeras qualidades, é acertada a decisão de abreviar a trajetória de Tapas & Beijos antes que o seriado comece a dar sinais de convalescência, arrastando-se por episódios e perdendo a graça natural que ainda consegue ter.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?