Análise | Velho Chico

Animalesco, Irandhir Santos impressiona com 'macho' forte e controverso

Caiuá Franco/TV Globo

Irandhir Santos em Velho Chico; ator vive vereador atormentado na novela das nove da Globo - Caiuá Franco/TV Globo

Irandhir Santos em Velho Chico; ator vive vereador atormentado na novela das nove da Globo

RAPHAEL SCIRE - Publicado em 30/07/2016, às 07h57 - Atualizado às 08h32

O vereador Bento dos Anjos, papel de Irandhir Santos em Velho Chico, a novela das nove da Globo, é um dos personagens mais difíceis da trama, por conta das nuances que apresenta em sua personalidade. Seu intérprete não é bem um novato na televisão, mas ainda assim é um ator pouco explorado pelo veículo. O trabalho apresentado por Santos no folhetim de Benedito Ruy Barbosa impressiona pela qualidade.

A parceria do ator com o autor e também com o diretor Luiz Fernando Carvalho não é inédita. O trio trabalha junto desde Meu Pedacinho de Chão (2014), na qual Santos interpretou Zelão, um jagunço que pouco a pouco mudava sua personalidade, tocado pelo amor da professora Juliana (Bruna Linzmeyer). Ali, em sua estreia em novelas, o ator já dava mostras de um desempenho pouco usual para a televisão, marcada sobretudo por estereótipos.

Em Velho Chico, Bento começou a trama como um sujeito calado, à sombra do irmão Santo (Domingos Montagner) e destinado a ocupar um lugar coadjuvante. A fragilidade aparente, porém, escondia um dos personagens masculinos mais fortes e controversos da história.

Bento alterna momentos de extrema poesia com as loucuras que o ciúme de Beatriz (Dira Paes) provoca nele, além do ódio latente que sente pela família do coronel Saruê (Antonio Fagundes). Santos consegue incorporar duas personas completamente distintas a depender do estado psicológico de Bento e em ambas não deixa a desejar.

A interpretação beira ao animalesco, uma maneira de exprimir a fera que Bento guarda dentro de si, como já chegou a ser dito na novela. A direção barroca tira proveito do bom trabalho do intérprete e exagera um pouco no enquadramento, com closes cheios de detalhes do rosto e mãos do ator, um recurso que serve para intensificar ainda mais o quão atormentado o vereador é.

Santos soube, ainda, imprimir leveza em falas altamente carregadas com teor político, o que poderia sem dúvida afastar a identificação do público. É um talento que o jovem Gabriel Leone (Miguel) ainda não domina plenamente e faz com que seu personagem seja um dos mais chatos da novela, com seus discursos ecológicos enfadonhos.

O triângulo amoroso no qual Bento está envolvido dá ainda mais humanidade ao personagem. Em suas cenas recentes, em que ele se confronta com o fato de ter um sobrinho pertencente à família que tanto odeia e a aliança que parece firmar com Martim (Lee Taylor), seu rival na disputa pelo amor de Beatriz, em prol de um bem maior, trouxeram um pouco mais de movimento a uma história narrada em um ritmo vagaroso.

Irandhir Santos se sobressai em um papel difícil, do homem atormentado por um passado de ódio e por um presente de ciúmes. Em uma novela essencialmente masculina e lenta como Velho Chico, tal destaque não é tarefa fácil.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook