Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

NÃO ASSISTIU?

Web resgata Avenida Brasil após presidente da Caixa Econômica desconhecer lixão

Reprodução/TV Brasil e TV Globo

Montagem: Pedro Duarte Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, de terno e gravata azul; Zé de Abreu caracterizado de Nilo

Pedro Duarte Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal; e Zé de Abreu em Avenida Brasil

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 4/12/2020 - 10h01

A novela Avenida Brasil (2012) foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter nesta sexta-feira (4) após Pedro Duarte Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, afirmar que não sabia que existiam pessoas morando em lixões. A web ironizou o espanto dele frisando que Guimarães pode não ter assistido ao folhetim de João Emanuel Carneiro.

No vídeo, ele se mostrou horrorizado com a situação de miséria da população brasileira. "Quando nós viajamos pelo Brasil, há três semanas atrás, nós visitamos alguns lixões, e o que a gente viu é algo que eu nunca tinha pensado que existisse: pessoas morando nos lixões e vivendo no chorume", declarou ele, incrédulo.

Enquanto isso, os internautas não quiseram acreditar na possibilidade de o presidente de um dos maiores bancos do país não saber dessa situação.

Entretanto, os seguidores mais bem-humorados apostaram em duas possibilidades: ou Guimarães não assistiu à trama exibida no horário nobre da Globo, ou ele achou que a história contada na novela era pura ficção, sem embasamento com a realidade.

Um perfil de fã de Vera Holtz, a mãe Lucinda em Avenida Brasil que morava no lixão, entrou na onda dos internautas e debochou do assunto. "Esse aqui não assistir Avenida Brasil", escreveu na legenda do vídeo do Pedro Duarte.

Na novela, a história do núcleo de Rita/Nina (Débora Falabella) e Jorginho (Cauã Reymond) se passava em um lixão no Rio de Janeiro.

Assista ao depoimento abaixo e confira as reações: 


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?