Ex-global

Teodora dos anos 1980, Jandira Martini volta à TV em série de zumbis

João Caldas/Divulgação

A atriz Jandira Martini em cena como a personagem principal do monólogo Prof! Profa! - João Caldas/Divulgação

A atriz Jandira Martini em cena como a personagem principal do monólogo Prof! Profa!

FERNANDA LOPES - Publicado em 03/08/2016, às 05h28

Fora do ar desde 2012, quando participou da novela Salve Jorge, Jandira Martini, 72 anos, prepara um retorno inusitado à TV. Intérprete da Teodora de Sassaricando (1987), papel que hoje é de Grace Gianoukas em Haja Coração, ela voltará ao ar em uma série infanto-juvenil sobre zumbis, em produção para o canal Warner. Diferentemente de Claudia Raia, a Tancinha original, e Cristina Pereira, que viveu a Fedora dos anos 1980, Jandira não foi convidada para participar da novela das sete da Globo. Mas não está chateada por causa disso, afirma.

A atriz diz ser fiel telespectadora da novela de Daniel Ortiz, que considera muito divertida, atual e merecedora dos bons números de audiência que tem registrado. E aprova a atuação de Grace Gianoukas.

"Penso que não tem sentido comparar interpretações, como a palavra explica muito bem: cada ator 'interpreta' a seu modo o personagem, a partir de sua própria personalidade e visão de mundo. Grace é uma graça, em todos os sentidos. A interpretação dela é hilária, viva, ótima. A oportunidade [na Globo é] mais que merecida. Quem a conhece dos palcos não se surpreende com seu talento, mas estar na novela é uma forma do grande público, finalmente, conhecer essa excelente comediante", declara.

Mesmo depois de morta, Teodora continua aparecendo em Haja Coração como uma assombração nos sonhos de Aparício (Alexandre Borges). Na TV paga, Jandira também está envolvida com uma produção que explora o sobrenatural.

"Gravei recentemente, para ser veiculada pela Warner, a série Manual para se Defender de Ninjas, Aliens e Zumbis. Minha personagem é Margô, que é avó do protagonista, Sput, um jovem órfão que ela criou desde pequeno. Não é vilã, mas criará problemas para o neto", revela.

De acordo com a Warner, Manual para se Defender de Ninjas, Aliens e Zumbis conta a história de dois garotos e uma garota que precisam salvar a terra dos monstros e vilões malignos. A produção começou a ser gravada em São Paulo em maio e terá 13 episódios. A previsão de estreia é para setembro deste ano.

Enquanto a série não vai ao ar, Jandira deixa seu televisor ligado na Globo no horário de Haja Coração e relembra Sassaricando, seu primeiro trabalho na emissora. Na trama, Teodora também morreu no início da novela, no 12º capítulo. Mas, a partir do 106º, ela voltou como um fantasma, que aterrorizava o viúvo Aparício, interpretado por Paulo Autran (1922-2007). Na época, Jandira declarou, em entrevista ao jornal O Globo, que estava feliz por retornar à trama: "Morria de vontade de voltar, e o Silvio de Abreu já tinha me garantido que isso aconteceria. O fantasma foi uma ótima saída e o texto está impagável", comentou.

Hoje, ela sente saudades das gravações e dos amigos com quem contracenava. "Sempre que comentam comigo na rua sobre a antiga e a atual Teodora, percebo como, apesar de tão megera, agressiva e desagradável, a personagem era querida pelo público. O núcleo 'das turcas', como Silvio de Abreu chamava as Abdala, era composto por atores que se conheciam bem e já haviam trabalhado juntos no teatro. Sem falar no grande Paulo Autran, com quem eu fazia a maioria de minhas cenas, todas divertidíssimas. Também contribuíam bastante para o humor nas gravações o diretor Cecil Thiré e Miguel Falabella, que era seu assistente", recorda.

No final de Sassaricando, o fantasma de Teodora foi mandado de volta para o Além em uma sessão espírita, e Aparício ficou livre para viver seu romance com Rebeca (Tônia Carrero).

Reprodução/Globo

Jandira Martini em cena como a Teodora de Sassaricando, novela que foi ao ar em 1987

Turca da TV

Teodora Abdala não foi a única "turca" que Jandira interpretou na TV. Alguns de seus trabalhos mais recentes na Globo foram papéis de mulheres do Oriente Médio, como Vó Farid em Salve Jorge (2012), trama que se passava na Turquia, e Zoraide em O Clone (2001), novela que explorava a cultura do Marrocos.

A atriz foi cotada para voltar à TV neste ano, em Eta Mundo Bom!, mas explica que compromissos pessoais a impediram de interpretar a personagem Eponina. "Lamento muitíssimo, porque conheço e admiro o trabalho do Walcyr já de longa data, adorei a sinopse e seria uma oportunidade de trabalhar com [o diretor] Jorge Fernando e elenco talentoso. Infelizmente, não consegui coordenar datas e horários", diz. O papel na novela, que termina no próximo dia 26, ficou com Rosi Campos.

Desde que fez seu último trabalho na Globo, a atriz se dedicou ao teatro. Ela estreou em 2013 a peça Prof! Profa!, sobre uma professora que mata seus alunos, e afirma que tem lido muitos roteiros, na tentativa de encontrar um que a entusiasme. Jandira não revela planos de voltar à TV aberta tão cedo, mas também não quer descartar essa possibilidade. "Tudo o que se refere à minha profissão me interessa e faço com prazer, seja teatro, cinema, novela ou séries", conclui.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro 

Últimas de Haja Coração

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook