Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Preso injustamente

O Tempo Não Para: Sabino vai para a cadeia por crimes de guerra do século 19

Reprodução/Globo

Sabino (Edson Celulari) será preso por crimes que não cometeu em cenas de O Tempo Não Para - Reprodução/Globo

Sabino (Edson Celulari) será preso por crimes que não cometeu em cenas de O Tempo Não Para

REDAÇÃO

Publicado em 22/10/2018 - 6h18

Revoltado por ter sido abandonado no altar por Marocas (Juliana Paiva), Emílio (João Baldasserini) cumprirá sua ameaça e mandará dom Sabino (Edson Celulari) para a cadeia em O Tempo Não Para. O ex-congelado será preso por ter supostamente cometido crimes terríveis na Guerra do Paraguai, relatados em documentos falsificados que o vilão apresentará.

Após passar semanas chantageando Marocas, Emílio será humilhado e apanhará do pai da noiva na igreja. Ele prometerá, na ocasião, que Sabino passará o resto de seus dias na cadeia e sairá determinado a se vingar dele. 

O advogado começará uma campanha pública para divulgar que Sabino é criminoso de guerra e matou civis inocentes no passado.

"Eu convoquei essa coletiva neste local porque foi exatamente aqui que um homem voltou da Guerra do Paraguai como herói. Mas esse homem tinha as mãos cobertas do sangue de civis inocentes. Ele matou mulheres e crianças de forma vil e covarde", dirá Emílio no meio do Largo da Matriz, na Freguesia do Ó.

Pouco tempo após a denúncia pública ser formalizada, Sabino será intimado a depor diante de um juiz. Determinado a provar sua honra, ele irá à audiência de cabeça erguida, negará as acusações e contará toda sua verdadeira trajetória na Guerra do Paraguai.

Após o relato, o juiz dará seu parecer. "Diante de tudo o que ouvi do senhor Sabino Machado, eu considero o caso complexo e sem jurisprudência no Brasil. Os crimes foram relatados pela denúncia com riqueza de detalhes. O testemunho do acusado é insuficiente", falará.

Vanda (Lucy Ramos) pedirá para que ele leve em conta a bonita história que Sabino terá contado. "Então tudo o que eu relatei, as minhas memórias, as feridas que eu acabo de expor aqui, tudo isso valeu de nada?", lamentará Sabino.

"Eu decido pelo encarceramento imediato do acusado até que provas concretas se contraponham aos documentos da acusação. O senhor está preso, Dom Sabino", decretará o juiz. 

"Serei posto a ferros? Como um criminoso? Respeito a lei, meritíssimo, mas ficará provado que sou um homem inocente", responderá Sabino. Após o susto da sentença, a família e os amigos dele se unirão para conseguir provas de sua inocência.

As cenas estão previstas para irem ao ar no capítulo do próximo dia 10 de O Tempo Não Para.

Prêmio NTV Melhores do ano

Últimas de O Tempo Não Para


Resumos Semanais

Resumo dos capítulos da novela O Tempo Não Para - Notícias da TV

Sábado, 26/1 (Capítulo 155)
Resumo do capítulo não será divulgado pela emissora. Segunda, 28/1 (Capítulo 156)
Resumo do capítulo não será divulgado pela emissora. Os capítulos de O Tempo Não Para são fornecidos pelas emissoras; sujeitos a alteração sem aviso ... Continue lendo


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Ficção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do atorGui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas