Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Reviravolta

O Outro Lado do Paraíso: Presos espancam Gael e ameaçam estupro coletivo

Reprodução/TV Globo

Gael (Sergio Guizé) será preso após espancar e tentar estuprar ex-mulher na segunda fase - Reprodução/TV Globo

Gael (Sergio Guizé) será preso após espancar e tentar estuprar ex-mulher na segunda fase

MÁRCIA PEREIRA

Publicado em 23/11/2017 - 6h19

A vida de Gael (Sergio Guizé) sofrerá uma reviravolta em O Outro Lado do Paraíso. Após Clara (Bianca Bin) voltar para Palmas, o playboy a agredirá e tentará estuprá-la. Ele acabará preso por crime hediondo. Sem direito a fiança, Gael será levado para uma penitenciária. Lá, será espancado por outros presos e só não sofrerá um estupro coletivo porque os bandidos negociarão um "acerto" em dinheiro. 

Gael será a primeira vítima da vingança de Clara na segunda fase da trama, após salto de dez anos no tempo. Assim que a mocinha chegar a Tocantins, o agressor se reaproximará dela. Gael provará que não sabia da interdição nem da internação à força em um hospício. Tentará provar que mudou, mas Clara o colocará em "teste".

Ela marcará um encontro com o ex-marido em sua casa. Vestirá uma roupa sensual e afirmará que está sozinha. Para a neta de Josafá (Lima Duarte), o filho de Sophia (Marieta Severo) prometerá provar seu amor a aproximando do filho que eles tiveram, Tomaz (Vitor Figueiredo).

Após alguns goles de uísque, ele vai se declarar e partir para um beijo. Diante da negativa, agirá feito ogro. "Eu quero você, Clara, como nos velhos tempos. Eu te amo, nunca te esqueci. Ainda não quer dizer que me ama. Mas sente uma chama, não sente?", falará Gael.

Sem saber ouvir não
Clara afirmará que não tem mais sentimentos por ele. "Topou me deixar vir aqui de noite. Pelo jeito, tá sozinha em casa comigo. Agora vai ficar de mimimi? Eu fico maluco perto de você", gritará o agressor. 

Ele a beijará à força. "Eu não quero que me beije", dirá Clara. "Ah, não quer que eu beije, não quer? Tá me fazendo de idiota? Eu disse que vinha te visitar, cê disse que eu podia. Pra que um homem vem na casa de uma mulher de noite? Botou vestido decotado pra quê? Diz, pra quê? Eu sei o que você quer", soltará Gael.

Ela afirmará que não quer, mas ele lhe dará dois tapas e a agarrará. "Deixa de frescura. Acabou a brincadeira", dirá o espancador, que rasgará o vestido dela, tampará sua boca e tentará estuprá-la. 

Heróis de plantão
Patrick (Thiago Fragoso) e o novo motorista de Clara aparecerão correndo e segurarão Gael. Ele será levado à delegacia. Diferentemente de Vinícius (Flavio Tolezani), Bruno (Caio Paduan), que virou delegado e faz turnos à noite, prenderá Gael e já exigirá transferência imediata para um presídio.

Assim que chegar à penitenciária, Gael aprenderá o que os presos fazem com estupradores na cadeia. Um bandido chamado Xerife avisará que é ele quem manda em tudo. "Aqui nóis tem um código. Podia ser minha mãe, irmã, filha. Pegou tua ex à força? É estrupador. Segura ele", dirá o homem.

"Não faz isso, não faz. Eu arrumo dinheiro pra vocês. Garanto. Minha mãe sempre cuidou de mim. Ela vem", afirmará o ex-marido de Clara. Ele acordará de depositar uma boa grana na conta de cada preso que estará à sua volta. Os bandidos vão fazer uma lista com números de contas bancárias.

Mas um preso avisará que "vacilão estrupador não pode ficar bonitinho". "Não. Tem que pagar", dirá o Xerife (o nome do ator não foi divulgado). Vários bandidos vão dar chutes e murros em Gael até ele ficar todo quebrado. 


Confira cinco reportagens especiais sobre O Outro Lado do Paraíso:

De mimada a 'bicha pão com ovo': os sete mais odiados de O Outro Lado
Clara rejeitada e prisão de pedófilo levaram fãs da novela à loucura
De mocinha sem sexo a pacto com a morte: o fantástico mundo de Walcyr Carrasco
'A primeira tesourada é inesquecível', diz atriz que interpretou vilã da trama
Chega de achincalhar: cinco vezes em que O Outro Lado arrasou

Últimas de O Outro Lado do Paraíso


Outras Novelas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?