Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ARMA PERIGOSA

O Cravo e a Rosa: Dinorá dispensa novinho com medo de 'chifrada' de Cornélio

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Maria Padilha, caracterizada como Dinorá, tem a expressão angustiada em cena de O Cravo e a Rosa

Dinorá (Maria Padilha) desistirá de Celso (Murilo Rosa) com medo de levar 'chifrada' certeira

SABRINA CASTRO

sabrina@noticiasdatv.com

Publicado em 26/4/2022 - 14h00

Dinorá (Maria Padilha) se forçará a esquecer do seu caso com Celso (Murilo Rosa) em O Cravo e a Rosa. A megera chutará o novinho porque temerá ser atingida pela maior arma de Cornélio (Ney Latorraca): seus chifres. O ricaço ostenta um adereço tão grande que bem que poderia atacar a mulher com ele. O golpe seria forte o suficiente para arrancar todos os luxos da dondoca na novela da Globo.

A mimada perceberá que seus dias estão contados nos próximos capítulos do folhetim de Walcyr Carrasco. Ela já está na mira de Dalva (Bia Nunnes), que se uniu a Kiki (Rejane Arruda) para arrancar a máscara da loira. A costureira não engoliu a raiva de ver a filha, Candoca (Miriam Freeland), ser exposta pela megera.

A traidora contou para Celso que a mocinha perdeu a virgindade quando adolescente. Foi a forma que encontrou para acabar com o noivado do amante e da prima. O plano funcionou muito bem.

Mas a dona da pensão não é boba e começou a seguir a mulher em busca de algo que poderia  arruiná-la. Não demorou para flagrá-la entrando no apartamento de Kiki, seguida do próprio Celso. A funcionária da confeitaria empresta seu lar para as transas do casal adúltero.

A costureira, então, procurará a francesa e sugerirá uma aliança. Se a ruiva ajudar a expor a ricaça, a mãe de Candoca limpará reputação dela. Interesseira, a mulher não só topará a proposta, como idealizará todo o plano.

"Primeiro, você vai pedir para o marido dar um colar de brilhantes a ela. Depois, eu exigirei que a Dinorá me dê um colar exatamente como o que ganhou. Ela acabará cedendo, porque está com medo, e o colar será meu. Quanto tiver uma festa, diga para o marido exigir que ela use a joia", explicará Kiki.

Assim o ricaço ficaria desconfiado ao ver a mulher sem o colar. Ele pediria conselhos para Dalva, sua confidente, e a costureira entregaria a chave do apartamento. Com isso, Cornélio flagraria os traidores.

Intuição certeira

As mulheres seguirão o plano. Porém, quando Dinorá entregar o colar nas mãos da francesa, sentirá um mau presságio. Apesar de gostar do rala-e-rola com o novinho, terá um medo arrebatador de ver sua própria obra se voltar contra ela. No decorrer do casamento, ela armou o marido com chifres bem pontiagudos --que poderiam machucar bastante caso fossem utilizados para escorraçá-la de casa.

Dinorá (Maria Padilha) termina com Celso (Murilo Rosa) em O Cravo e a Rosa

Dinorá termina com Celso

Assim, a dondoca será obrigada a abrir mão do seu romance fogoso. "Celso, você não tem nada a perder, eu tenho. Eu tenho um marido de posses que me oferece uma vida valiosa. Você não passa de um pé-rapado. Quem sabe se você não está de acordo como a Kiki?", dirá a mulher, acusando o namorado de chantagem.

O rapaz ficará furioso com a sugestão. Ele aceitará o término de bom grado e devolverá todos os presentes que a mulher lhe deu. Arrancará do corpo a gravata vermelha, o terno de linho e o sapato de pelica, e atirará tudo na amante.

Apesar disso, ela sofrerá maus bocados para recuperar o colar que terá entregado à francesa. Escalará Heitor (Rodrigo Faro) para a missão difícil, e o atleta conseguirá recuperar a joia.

Escrita por Walcyr Carrasco e dirigida por Walter Avancini, O Cravo e a Rosa foi ao ar pela primeira vez em 2000. O folhetim bateu recorde em sua última reapresentação no canal Viva.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em O Cravo e a Rosa e em outras novelas:


Últimas de O Cravo e a Rosa

Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.