Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NOVELA DE 1998

Herson Capri avalia reprise de Era Uma Vez: 'Alento cheio de esperança'

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O ator Herson Capri como o personagem Álvaro na novela Era Uma Vez, da Globo, exibida originalmente em 1998

Herson Capri como Álvaro em Era Uma Vez, da Globo; novela volta ao ar no canal Viva nesta semana

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 3/1/2021 - 12h32

Intérprete do protagonista da novela Era Uma Vez (1998), Herson Capri avaliou positivamente a reprise da trama de Walther Negrão no canal Viva a partir de segunda-feira (4). "Vai trazer a saudade de um tempo mais saudável e mais alegre. Pode ser um alento cheio de esperanças", declarou o ator de 69 anos.

"A novela é leve, suave, fala de amor e dos afetos em uma época sem Covid-19, quando a gente podia confraternizar e se abraçar sem medo", disse o veterano em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo.

O folhetim exibido originalmente em 1998 foi dirigido por Jorge Fernando (1955-2019), Marcelo Travesso e Fabrício Mamberti. No centro da narrativa, o veterinário Álvaro (Herson Capri), um viúvo com quatro filhos, mora em um sítio com as crianças e com o pai, Pepe, vivido por Elias Gleizer (1934-2015).

Ao longo da história, o personagem principal é noivo de Bruna (Andrea Beltrão), mas se apaixona por Madalena (Drica Moraes). 

"Era Uma Vez foi uma novela gostosa de fazer. Uma novela que traz a família e o afeto como eixos centrais. Tem um elenco com muitos talentos e uma reunião de pessoas incríveis como o querido Elias Gleiser, sempre alegre e brincalhão. Tem Andrea Beltrão e Drica Moraes, duas atrizes de alto nível além de pessoas muito especiais", começou o artista.

"Tinha Claudio Marzo, um grande ator e um ser humano generoso. E ainda Nair Belo (1931-2007), Diogo Vilela, Antonio Calloni, grande Yoná Magalhães (1935-2015), Flávio Migliaccio (1934-2020) e as crianças, que trouxeram tanta alegria aos trabalhos", completou.

"Assistir à reprise de Era Uma Vez vai ser uma volta a um passado recente. Final do século 20. Final da década de 1990. Essa 'volta ao passado' só é possível, com tanta nitidez e precisão, nas artes audiovisuais. O único problema é a gente se ver 22 anos mais jovem. A diferença é enorme (risos)", brincou Capri. 

Drica Moraes e Herson Capri em Era Uma Vez

Fora da TV desde o fim de Órfãos da Terra (2019), Herson Capri acredita que as reprises de novelas são alternativas bem-vindas para entreter o público. "Com elas, podemos acompanhar a evolução ou involução da qualidade das novelas e, portanto, da televisão brasileira. Rever colegas. Sentir os costumes e comportamentos da época", elencou ele.

"E as técnicas que estão constantemente em transformação. Só sinto falta de alguma boa tecnologia que faça com que as imagens antigas sejam melhoradas e conservadas. Como já existe no cinema", avaliou. 

"Rever trabalhos antigos tem aspectos muito positivos. Já assisti a algumas cenas de reprises que, na época das gravações, eu não estava gostando do meu trabalho de ator, mas revendo passei a gostar do que eu tinha feito", constatou o veterano. 

"Já me aconteceu também o contrário. Na época das gravações, eu me achar ótimo e depois, na reprise, detestar muito aquele meu trabalho. E assim a gente vai evoluindo. Então, a reprise pode ser uma revisão bastante positiva", finalizou Herson.


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Além de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na Globo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas