Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

COMO ESTÃO HOJE?

Hilda Furacão estreia no Globoplay: Veja o antes e depois das estrelas do elenco

Divulgação/TV Globo

Osatores Rodrigo Santoro e Ana Paula Arósio em cena de Hilda Furacão (1998), ela o abraçando e olhando para o lado, ele com expressão apreensiva

Os (então novatos) atores Rodrigo Santoro e Ana Paula Arósio em cena de Hilda Furacão (1998)

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 25/5/2018 - 5h19
Atualizado em 19/7/2021 - 15h59

Estreia nesta segunda no Globoplay a minissérie Hilda Furacão (1998), que provocou os telespectadores com trama sobre uma moça de família que desiste de casar e vai viver na zona de prostituição de Belo Horizonte. A atração rendeu papéis memoráveis para atores que estavam em início de carreira, como Ana Paula Arósio, Rodrigo Santoro e Matheus Nachtergaele. A maioria deles segue na Globo, mas há quem tenha tomado rumos diferentes.

De todo o elenco principal, Ana Paula é a mais sumida da TV. A minissérie foi seu primeiro trabalho na Globo, e a repercussão lhe deu status de celebridade e protagonista. No entanto, no fim da década de 2000, Ana Paula decidiu que não queria mais atuar em novelas. Seu trabalho mais recente foi um filme, lançado em 2015. Ela voltou ao Brasil em 2020, apenas para gravar uma propaganda para a TV.

Já Rodrigo Santoro seguiu o caminho inverso. Ele também ganhou fama após a minissérie, e em poucos anos sua carreira se tornou internacional. Santoro fez seu primeiro filme nos Estados Unidos em 2003 e teve papel de destaque série Westworld, uma superprodução da HBO, por exemplo. Neste ano, participou de Sessão de Terapia, no Globoplay.

Confira o antes e o depois deles e de outros cinco atores de Hilda Furacão:

reprodução tv globo/santander

Ana Paula voltou para fazer propaganda

Ana Paula Arósio

Depois de ser modelo e atuar em três novelas do SBT, Ana Paula Arósio estrelou Hilda Furacão e, assim como sua personagem, causou furor. Na minissérie, ela vivia uma jovem que se cansava da vida de moça comportada de classe média e virava prostituta. Sedutora, ela enlouqueceu o seminarista Malthus (Rodrigo Santoro).

Após Hilda Furacão, Ana Paula logo virou protagonista de Terra Nostra (1999) e fez muito sucesso. Emplacou papéis de destaque em outras minisséries, como Os Maias (2001), Um Só Coração (2004) e Mad Maria (2005).

Mas, há oito anos, Ana Paula não quis mais fazer novelas. Desistiu de Insensato Coração (2011), pediu demissão da Globo e passou a viver reclusa _primeiramente, em um sítio no interior de São Paulo; depois, na Inglaterra. Seu trabalho mais recente foi o filme A Floresta Que Se Move (2015). Ela voltou a aparecer na TV brasileira no ano passado, ao participar da propaganda de um banco. 

reprodução Tv globo/globoplay

Santoro na minissérie e em Sessão de Terapia

Rodrigo Santoro

O ator Rodrigo Santoro já havia feito participações em novelas, mas Hilda Furacão foi um divisor de águas. Ele interpretou Malthus, um seminarista assediado e seduzido por Hilda. Após a minissérie, ainda teve repercussão em Suave Veneno (1999) e Mulheres Apaixonadas (2003). E partiu para o cinema internacional.

A carreira de Santoro em Hollywood começou a dar certo com As Panteras Detonando e Simplesmente Amor, ambos de 2003. De lá para cá, fez filmes como 300 (2006) e O Que Esperar Quando Você Está Esperando (2012), além da série Lost (2006), na qual não se destacou tanto. Fez parte do elenco regular de Westworld, na pele do guerrilheiro robô Hector. Neste ano, interpretou Davi, terapeuta do protagonista Caio (Selton Mello) na série Sessão de Terapia, no Globoplay.

reprodução/TV globo

O ator roubou a cena no papel de uma travesti

Matheus Nachtergaele

Após uma breve participação em Comédia da Vida Privada (1997), Matheus Nachtergaele roubou a cena na minissérie da Globo com um personagem transgressor. Ele viveu Cintura Fina, travesti da década de 1960 que morava no mesmo hotel da protagonista Hilda.

A carreira dele também foi alavancada pela minissérie, e Nachtergaele nunca mais ficou um ano fora do ar na Globo. Teve destaque em produções como Da Cor do Pecado (2004), Ó Paí, Ó (2008), Cordel Encantado (2011). Em 2020, esteve no núcleo principal da série Todas as Mulheres do Mundo, do Globoplay.

reprodução tv globo

Danton Mello em Hilda Furacão e atualmente

Danton Mello

O ator Danton Mello interpretou o jornalista com tendências comunistas Roberto Drummond, narrador da história de Hilda Furacão e amigo de Malthus. Do elenco jovem, Mello era quem mais tinha experiência: começou a trabalhar na Globo ainda criança, em A Gata Comeu (1985) e foi o primeiro protagonista de Malhação (1995).

O irmão de Selton Mello continuou a trabalhar na emissora nas décadas seguintes. Nos últimos anos, atuou no humorístico Tá no Ar, na novela Deus Salve o Rei e na série Sessão de Terapia (neste ano). Ele está no elenco de Um Lugar ao Sol, próxima novela inédita das nove.

reprodução/tv globo

Thiago Lacerda continua aparecendo na Globo

Thiago Lacerda

Hilda Furacão foi o segundo trabalho de Thiago Lacerda na TV. Ele interpretou Aramel, um rapaz que sabia que era bonito e queria aprender a falar inglês para se tornar um astro de Hollywood. Ele, Roberto e Malthus eram amigos inseparáveis.

No ano seguinte, Lacerda fez par romântico com Ana Paula Arósio em Terra Nostra e ganhou status de galã nacional. Ele atuou em 24 novelas, minisséries e séries depois disso, com vários protagonistas no currículo. Sua aparição mais recente na Globo foi uma participação especial num capítulo de Salve-se Quem Puder.

reprodução/tv globo

Rosi na minissérie e em sua última novela

Rosi Campos

Atriz de TV desde 1973, Rosi Campos foi muito elogiada pela crítica no papel de Maria Tomba-Homem, uma mulher masculinizada que era amiga de Hilda Furacão. Ela fez vários outros papéis em minisséries e novelas da Globo; a mais recente foi A Dona do Pedaço (2019).

reprodução/tv globo

Garcia viveu um conservador em Hilda Furacão

Stênio Garcia

O ator Stênio Garcia interpretou o coronel Tonico Mendes, um defensor da moral e dos bons costumes. Ele vivia num quarto sofisticado de hotel com um leopardo, e um animal de verdade participava das gravações. Apegado a Garcia, o bicho atacou uma atriz que participava de uma cena sensual com o ator: ele abocanhou o pescoço da atriz, que foi levada ao hospital.

Com 89 anos, Stênio continua na ativa. Sua última novela foi Deus Salve o Rei (2018), e neste ano ele apareceu na série Filhas de Eva (2021), do Globoplay.


Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de Pantanal

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?