Novela das sete

Globo intervém em Deus Salve o Rei e escala novo autor para corrigir novela

Artur Meninea/TV Globo

Johnny Massaro e Bruna Marquezine em cena de Deus Salve o Rei: trama teve capítulos reescritos - Artur Meninea/TV Globo

Johnny Massaro e Bruna Marquezine em cena de Deus Salve o Rei: trama teve capítulos reescritos

DANIEL CASTRO e ODARA GALLO - Publicado em 03/04/2018, às 11h10

A cúpula da Globo decidiu intervir de forma mais contundente no roteiro de Deus Salve o Rei. Escalou o autor Ricardo Linhares para supervisionar o texto do estreante Daniel Adjafre. A direção de teledramaturgia da emissora já havia pedido para Adjafre concentrar os acontecimentos nos personagens principais e até determinou que ele reescrevesse 12 capítulos que irão ao ar no final de abril. As mudanças, no entanto, não agradaram suficientemente.

Linhares terá a missão de dar à novela medieval o rumo que a direção da Globo quer, com a trama mais fluida e concentrada nos protagonistas, melhor separando ações dramáticas de esquetes de humor. Assim, espera-se que a novela melhore em qualidade e suba no Ibope.

Autor da inédita minissérie Se Eu Fechar os Olhos Agora, Linhares já supervisou Rock Story (2016) e Cheias de Charme (2012) e assinou como autor tramas como Saramandaia (2013) e Babilônia (2015).

As alterações mais impactantes vão surgir na semana do dia 16, quando algumas tramas centrais ganharão novos rumos. Conforme o Notícias da TV antecipou, os capítulos do bloco 15 (85 a 90), foram devolvidos a Daniel Adjafre por Silvio de Abreu, diretor de tedramaturgia da Globo, assim como os da semana seguinte, e estão sendo totalmente reescritos.

Ricardo Linhares assumirá supervisão dos roteiros de Deus Salve o Rei (Foto: Reprodução/TV Globo)

Para amenizar os efeitos no fluxo de produção da novela, a Globo também nomeou um novo colaborador para Adjafre, o roteirista Péricles Barros, ex-Mister Brau.

É a terceira vez que a direção da Globo tenta salvar Deus Salve o Rei do naufrágio.

No início de fevereiro, antes mesmo da realização de pesquisas com grupos de telespectadores, a emissora determinou ao diretor Fabricio Mamberti ajustes na linha de direção. A principal foi tornar a interpretação de Bruna Marquezine, a vilã Catarina, mais natural, menos robótica.

Na época, a direção da Globo também encomendou a Daniel Adjafre alterações no texto, visando concentrar as ações no triângulo Catarina (Bruna Marquezine), Afonso (Romulo Estrela) e Amália (Marina Ruy Barbosa).

Os ajustes não foram suficientes, e longas sequências sem nenhuma ultilidade para a trama central e tramas paralelas sem apelo junto ao público persistiram no texto.

No final de março, Silvio de Abreu pediu novas mudanças na novela. Ele quer que o triângulo Catarina/Afonso/Amália fique ainda mais forte. Lucrécia, a personagem de Tatá Werneck, será expulsa do convento em que foi confinada para ganhar maior relevância na história central, ao lado de Rodolfo (Johnny Massaro).

Personagens coadjuvantes poderão ser eliminados da trama. Alexandre Borges entrará para dar vida a um rei que trairá o mocinho interpretado por Romulo Estrela. Marco Nanini deve voltar à história.

A audiência de Deus Salve o Rei, de 25,1 pontos na Grande São Paulo, também preocupa a Globo. A média ainda é boa para o histórico recente do horário das 19h30, mas a novela vem oscilando muito no Ibope. Sua antecessora, com o mesmo número de capítulos, tinha três pontos a mais. 

Últimas de Deus Salve o Rei

Outras novelas

Leia também

 

+ Lidas

Enquete

O novo Vídeo Show tem chance de sucesso?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook