Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Novela das nove

Globo corta 'ateu' e começa a mudar Babilônia; Alice desiste de programa

Reprodução/TV Globo

Bruno Gagliasso (Murilo, de costas) e Sophie Charlotte (Alice) em cena exibida ontem (6) em Babilônia - Reprodução/TV Globo

Bruno Gagliasso (Murilo, de costas) e Sophie Charlotte (Alice) em cena exibida ontem (6) em Babilônia

MÁRCIA PEREIRA

Publicado em 7/4/2015 - 7h40

Nas primeiras mudanças na trama de Babilônia, no capítulo de ontem (6), a Globo trocou a palavra "ateu" por "não tenho religião" e mudou o destino da personagem Alice (Sophie Charlotte). Previsto no roteiro, o programa que ela faria com um estrangeiro foi eliminado. Para segurar o público, a novela das nove também estendeu o primeiro bloco. Uma conversa entre Regina (Camila Pitanga) e Vinícius (Thiago Fragoso), que seria dividida em duas partes, foi exibida sem cortes. Nela, a mocinha chorou e mostrou emoção e fragilidade.

Esse é só o começo de uma série de alterações que serão feitas no enredo da trama. Quem mais vai mudar é a personagem de Sophie Charlotte, que não mais fará sexo por dinheiro. Ontem, ela teria se prostituído sem saber, achando que se tratava de uma aventura sexual para satisfazer o lado "voyuer" de Murilo (Bruno Gagliasso). A cena teve de ser regravada. Os três minutos finais do capítulo mostraram que ela não teve coragem de ir para cama com um estranho, e Alice descobriu que o namorado quer transformá-la em garota de programa.

O tapa que a jovem deu em Murilo já estava roteirizado, mas o fato de ela não ter feito sexo com o gringo já coloca a personagem no caminho das mocinhas. Apaixonada, ela transaria com o estranho em um jogo de sedução, mas perdeu a coragem na hora H e ainda perguntou ao amado se a relação terminaria por causa disso. Como o Notícias da TV adiantou, Alice mostrará a partir de agora que não é capaz de ir para cama com um homem por dinheiro e enfrentará o dilema de gostar de um cafetão.

Sophie Charlotte e Bruno Gagliasso foram os mais afetados com as mudanças que Babilônia sofre nesta semana e nas próximas. Eles terão de regravar muitas cenas. O elenco já tinha recebido os roteiros da trama até o capítulo 42, que vai ao ar no dia 2 de maio. As gravações estavam bem adiantadas.

Agora, os autores correm reescrevendo cenas para atender às alterações que serão feitas a partir do resultado de pesquisas com telespectadores. Foi apontado que o público não gosta do excesso de violência e vilania da trama. A personagem de Gloria Pires também deve parar de transar com desconhecidos.  

Entre as mudanças, está a revelação do segredo que existe por trás da obsessão de Inês (Adriana Esteves) por Beatriz. Esse é um mistério que estava guardado para ser revelado mais para a frente, porém será desvendado nesta quinta-feira (9). Teresa (Fernanda Montenegro) é a única que sabe o que aconteceu entre as duas vilãs, algo que envolve o pai de Inês. 

Sem religião

Para evitar rejeição a Rafael, personagem de Chay Suede, a palavra ateu foi eliminada da boca dele. O romance proibido entre o filho do casal de lésbicas e a herdeira de uma família que se diz religiosa e defensora da moral é uma das apostas da trama para conquistar o público. Eles terão de enfrentar as diferenças. Ao ser questionado por Aderbal (Marcos Palmeira) sobre qual é a sua religião, o estudante responderia: "Nenhuma. Eu sou ateu". Porém, foi ao ar: "Nenhuma. Eu não tenho religião".

O jovem foi expulso da casa de Laís (Luísa Arraes) na mesma hora, como estava previsto. Com a avó dela, Consuelo (Arlette Salles), indignada e gritando: "Ateu! Um ateu, como é que pode?". Nos roteiros entregues à produção, a mãe do prefeito tem falas extremamente preconceituosas e será a primeira a "atirar pedras" no relacionamento homoafetivo das mães do pretendente de sua neta.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?