Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DIAS CONTADOS

Éramos Seis: Júlio assina sentença de morte ao esconder hemorragia de Lola

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O ator Antonio Calloni caracterizado como o Júlio de Éramos Seis, acamado, recebe um documento das mãos de Lola, interpretada por Gloria Pires

Júlio (Antonio Calloni) esconderá de Lola (Gloria Pires) que passou a tossir sangue na novela das seis

DANIEL FARAD

Publicado em 26/11/2019 - 19h00

Júlio (Antonio Calloni) assinará a sua sentença de morte ao esconder da família que passou a tossir sangue em Éramos Seis. Mesmo depois de entrar em pânico por perceber que há algo muito errado com a saúde dele, o vendedor de tecidos enganará Lola (Gloria Pires) para não precisar ser levado às pressas para o hospital.

O comerciante colocará os negócios acima de seu bem-estar e não buscará ajuda. Preferirá conseguir firmar a sociedade com Assad (Werner Schünemann) o mais rápido possível. Por conta do esforço, sentirá fortes dores e sofrerá com um acesso de tosse. Ele entrará em desespero ao ver a mão suja de sangue.

Assustado, ele correrá para o banheiro, mas acabará dando de cara com Lola (Gloria Pires). "Júlio, imagina só! A esposa do seu Assad veio visitar, está lá embaixo, trouxe até bombom", anunciará a dona de casa.

O negociante se animará com a visita de Karine (Mayana Neiva), certo de que a dondoca veio estreitar laços a mando do turco. "Carlos [Danilo Mesquita] falou para eu ficar na cama, mas vou ter que descer. Não posso recebê-la no quarto", reclamará ele, escondendo o jogo da mulher.

Mesmo sem saber de nada, a mãe de Alfredo (Nicolas Prattes) o impedirá. "Não se amofine. Dou um jeito. Digo que não pode sair da cama, são recomendações médicas", prometerá a personagem de Gloria Pires.

Mais mentiras

Ainda impressionado com o sangue, Júlio sondará Carlos para descobrir se o seu caso é realmente tão sério quanto imagina. "Fiquei pensando, meu filho. Falou para eu ficar atento a algum sinal diferente. O que pode ser?", perguntará o pai de Isabel (Giullia Buscaccio) ao filho, disfarçando.

O rapaz explicará que qualquer febre ou dor mais forte pode indicar uma infecção e se preocupará quando o vendedor perguntar por uma possível hemorragia. "Sangue não é sinal, é emergência. Aconteceu isso?", questionará o estudante de Medicina, deixando os nervos do patriarca à flor da pele.

O trabalhador demonstrará todo o seu nervosismo ao mentir para o filho, que preferirá não confrontá-lo. "Não precisa de irritar, pai. Sangue significa um sangramento digestivo alto. Aí não tem jeito, é internação imediata", considerará o irmão de Julinho (André Luiz Frambach).

"Mas não é o caso. Ainda bem. Me faz um favor. A dona Karine está aí, não é? Pede para ela levar um recado meu para o Almeida [Ricardo Pereira]? Para ele vir me visitar, preciso de companhia", despistará Júlio, em cena que irá ao ar nesta quarta-feira (27) no remake de Angela Chaves.


Além de acompanhar o resumo de Éramos Seis aqui no site, inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em outras novelas.

Últimas de Éramos Seis


Resumos Semanais

Resumo da novela Éramos Seis: Capítulos de 24 a 27 de março

Terça, 24/3 (Capítulo 151)
Isabel comemora a presença de Lola. Inês teme a proximidade de Lola e Leon. Olga e Zeca se preparam para sua viagem de navio. Lola se sente desconfortável na casa de Isabel e Felício, e comunica ... Continue lendo


Outras Novelas

Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de PantanalHarmonização facial e lente nos dentes: Veja antes e depois dos peões de A Fazenda 13Ex de Anitta e rei da pegação: Gui Araujo é o primeiro fazendeiro de A Fazenda 13Elenco, estreia e bastidores: Saiba tudo sobre o reboot de Um Maluco no Pedaço

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?