Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

O Outro Lado do Paraíso

Com sangue nos olhos, personagem de Gloria Pires parte para a vingança

Raquel Cunha/TV Globo

Duda/Beth (Gloria Pires) terá acertos de contas para fazer na novela das nove da Globo - Raquel Cunha/TV Globo

Duda/Beth (Gloria Pires) terá acertos de contas para fazer na novela das nove da Globo

MÁRCIA PEREIRA

Publicado em 28/1/2018 - 8h18

Com uma história tão sofrida quanto a de Clara (Bianca Bin), a personagem de Gloria Pires inicia nesta semana uma nova fase em O Outro Lado do Paraíso, após se livrar de acusação de assassinato. Hora de partir para a revanche? A atriz acha que sim. Para a intérprete de Duda/Beth, vingança é um recurso que funciona muito bem em novela.

O troco em Natanael (Juca de Oliveira) não será dado por ela. O destino vai se encarregar disso. O personagem morrerá no capítulo desta segunda (29) ao ter um ataque cardíaco durante um embate com a ex-nora. "As cenas são dramáticas. Juca é um ator fantástico", elogia a atriz. 

Já a amiga falsiane de Beth, Jô (Bárbara Paz), pode se preparar porque a ex-dona do bordel vai mostrar que tem sangue nos olhos. A atriz evita detalhes do que está por vir, mas não faz segredo do provável desfecho. "Acho que o Walcyr [Carrasco, autor] não vai deixar isso passar".

O Notícias da TV adianta que ela jogará umas verdades na cara da loira e ameaçará acabar com seu casamento, já que Henrique (Emílio de Mello) vai ficar caidinho pela ex-mulher.

Kardecista, Gloria diz que acredita na lei do retorno. "Vi muito isso na minha vida, são 54 anos, já vivi bastante. Já vi muitas pessoas pagando, mas não é bom de assistir", fala. Para a veterana, na vida real, vingança é algo que só faz mal.

"Por mais que a pessoa esteja tomada por aquilo, achando que está fazendo [a vingança] contra alguém, eu tenho certeza de que é algo contra a própria pessoa. São sentimentos destrutivos, não dá. Na minha maneira de ver, eu não poderia viver sob esse signo da perseguição."

Maurício fidalgo/TV Globo

A falsiane Jô (Bárbara Paz) com Duda/Beth (Gloria Pires) na primeira fase da novela da nove

Tiros certeiros
Prestes a completar 50 anos de carreira, Gloria Pires faz pela primeira vez uma novela de Walcyr Carrasco e está impressionada com os "loopings" do autor. "Ele é uma personalidade intrigante. Tira umas coisas que você olha e fala: 'Mas isso aqui? Será?'. Aí dá certo, as pessoas ficam presas, assistem e compram a onda", diz.

O dramalhão de sua personagem é um exemplo disso. Beth começou rica, entrou em depressão, virou alcoólatra, depois dona de bordel e agora ganha outro recomeço. "Eu acho que ele pega exemplos reais, casos famosos ou próximos, e vai temperando, vai colocando no caldeirão."

Gloria diz que fazer novela é isso, uma sucessão de dramas. Para ela, sem conflitos e reviravoltas não há graça. O melhor de uma trama é o elemento surpresa.

"Eu nunca tive essa experiência num único trabalho, com tantas mudanças. Acho que não tem nenhum trabalho que seja fácil, principalmente novela. Pelo fato de ser uma obra aberta e levar tanto tempo sendo feita. Pensar sobre isso é muito assustador. O método que eu uso é ter o fundamento da minha personagem e manter essa ligação. A gente sabe que novela, às vezes, tem que ir para um lado ou outro. Faz parte do próprio formato", discursa. 

divulgação/TV globo

Regina Duarte contracena com Gloria Pires em Vale Tudo, trama que vai completar 30 anos

Malvada aclamada
Em 2018, além do sucesso de O Outro Lado do Paraíso, Gloria também celebra os 30 anos de Vale Tudo (1988). Na novela de Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères, a atriz se consagrou na maldade com Maria de Fátima. A filha ingrata de Raquel (Regina Duarte) é aclamada pelo público até hoje. 

"As pessoas amam a Maria de Fátima. Amam! Até o ano passado, eu recebia pelo WhatsApp aquela famosa cena de Vale Tudo, falando sobre o nosso sistema, a nossa cultura, o jeitinho brasileiro, o que é aceitável e o que não é. É muito atual."

A atriz virou meme depois de participar "sem opinar" da transmissão do Oscar em 2016 e conta que até hoje está aprendendo a lidar com as redes sociais. As brincadeiras não são um problema, mas a intérprete de Duda afirma que é difícil não se influenciar com a carga negativa que muitas vezes vêm da internet.

"Tento entender as coisas que você deve ou não fazer ou responder. Reconhecer o que é um comentário real ou uma coisa armada. Mas eu gosto de aprender. Por mim, seria uma estudante a vida toda", declara. 


Confira cinco reportagens especiais sobre O Outro Lado do Paraíso:

De mimada a 'bicha pão com ovo': os sete mais odiados de O Outro Lado
Clara rejeitada e prisão de pedófilo levaram fãs da novela à loucura
De mocinha sem sexo a pacto com a morte: o fantástico mundo de Walcyr Carrasco
'A primeira tesourada é inesquecível', diz atriz que interpretou vilã da trama
Chega de achincalhar: cinco vezes em que O Outro Lado arrasou

Últimas de O Outro Lado do Paraíso

Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.