Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DEIXARAM SAUDADES

26 anos depois, um terço do elenco de A Viagem já está no plano espiritual

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O ator Claudio Cavalcanti com expressão séria em cena da novela A Viagem (1994)

O ator Claudio Cavalcanti interpretou um médium na novela A Viagem (1994), que voltará ao ar no Viva

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 21/12/2020 - 6h45

Há 26 anos, a segunda versão da novela A Viagem (1994) estreou na Globo com elenco de atores renomados e história sobre um plano superior para onde se vai após a morte. A produção será reprisada no Viva a partir desta segunda (21), e os telespectadores poderão rever profissionais que trabalharam no folhetim e já fizeram a dita "viagem" para o plano espiritual.

Ao todo, 29% dos atores que fizeram parte da novela já morreram, entre eles nomes como Yara Cortes, Claudio Cavalcanti, John Herbert e Nair Bello.

Yara Cortes (1921-2002) interpretou dona Maroca, mãe da protagonista Diná (Christiane Torloni) e do antagonista Alexandre (Guilherme Fontes). Amorosa, ela tinha mais outros dois filhos e sofria com as desavenças entre eles.

A atriz começou a carreira na TV em 1951 e teve importantes personagens na Globo, como a Dona Xepa da novela homônima de 1977, e Bubu de O Rebu (1974). Yara morreu em 2002, no Rio de Janeiro, vítima de insuficiência respiratória. 

Também teve um papel muito importante em A Viagem o ator Claudio Cavalcanti (1940-2013). Ele interpretou Dr. Alberto, melhor amigo de Otávio, o protagonista vivido por Antonio Fagundes. Alberto era espírita e participava de mesas com outros médiuns, que estabeleciam contatos com desencarnados.

Ator desde os anos 1960, Cavalcanti também participou do elenco de várias novelas da Globo, como O Salvador da Pátria (1989), Rainha da Sucata (1990) e Mulheres de Areia (1993). Sua última atuação na TV foi num episódio da série Sessão de Terapia (2013), do GNT. Ele morreu em setembro de 2013, com complicações após passar por uma cirurgia. Ele não resistiu à insuficiência renal e à falência múltipla dos órgãos.

Nair Bello (1931-2007), a dona Cininha de A Viagem, foi uma grande personalidade da TV e da comédia no Brasil. A atriz viveu a proprietária de uma pensão na novela espírita e fez muita gente rir com seu jeito debochado bem conhecido pelo público brasileiro.

Ela começou a carreira em 1949 e é muito lembrada pela personagem dona Santinha, que começou a interpretar na Record, nos anos 1960, e retomou em 1999, no Zorra Total.

Nair trabalhou na Globo até o fim de 2006, quando começou a apresentar problemas de saúde. Ela teve parada respiratória, pneumonia, parada cardíaca e ficou em coma, até que em abril de 2007 morreu vítima de falência múltipla dos órgãos, aos 75 anos.

Outro profissional que teve carreira marcante na TV foi John Herbert (1929-2011). O Agenor de A Viagem atuou também em novelas como Que Rei Sou Eu? (1989), Água Viva (1980) e Três Irmãs (2008), seu último trabalho. Herbert sofria de enfisema pulmonar e morreu em decorrência deste problema em 2011.

Outros atores consagrados fizeram parte de A Viagem e são parte da memória da teledramaturgia: Eduardo Galvão (1962-2020), Irving São Paulo (1964-2006), Claudio Mamberti (1940-2001), Tânia Scher (1947-2008), Mara Manzan (1952-2009), Chris Pitch (1971-1995), Maria Alves (1947-2008) e Caio Junqueira (1976-2019).


Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de PantanalHarmonização facial e lente nos dentes: Veja antes e depois dos peões de A Fazenda 13Ex de Anitta e rei da pegação: Gui Araujo é o primeiro fazendeiro de A Fazenda 13Elenco, estreia e bastidores: Saiba tudo sobre o reboot de Um Maluco no Pedaço

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?