Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

SENSITIVA

Profecia? Flávia prevê própria eliminação em No Limite: 'Sente a energia'

REPRODUÇÃO/GLOBOPLAY

Imagem de Flávia Assis em No Limite 6

Flávia Assis em No Limite 6; massoterapeuta foi eliminada após sentir que receberia votos

IGRAÍNNE MARQUES

igrainne@noticiasdatv.com

Publicado em 1/7/2022 - 0h10

Após sentir que seria alvo da maioria, Flávia Assis se tornou a 18ª eliminada do No Limite 6. A massoterapeuta perdeu o prêmio de R$ 500 mil quando percebeu que os meninos ainda presentes na competição poderiam votar nela ou em Andréa Nascimento. Em um desabafo, Flávia chegou a dizer que sabia que seria escolhida. "A gente sente a energia", afirmou.

"A minha caminhada, ela foi muito baseada no coletivo e aqui não é coletivo. Eu demorei para entender na prática. Eu tenho certeza que eu marquei muito na fase coletiva, era homem subindo em cima de mim, era eu levantando homem, levantando mulher. Então, eu me doei muito fisicamente para que desse tudo certo para minha tribo", refletiu Flávia após ser eliminada.

"Eu acho que eu mais vim aqui para ajudar do que para me mostrar. Eu sempre fui do coletivo e eu sabia que ia ser um grande desafio. Queria ter aprendido mais rápido para seguir, porque eu sei que eu tenho total condição", avaliou.

Flávia foi eliminada após Clécio Barbosa vencer a prova da imunidade. Dessa forma, como a própria massoterapeuta definiu, o restante da tribo acabou tendo de escolher entre as duas mulheres ainda no jogo: ela e Andréa.

Portal de Eliminação

Antes da votação, Flávia chamou a atenção para o fato de que, se Clécio não tivesse conquistado a imunidade, ela teria tido mais chances de ficar. A massoterapeuta votou, assim como Andréa, em Ipojucan, mas o voto de ambas não fez peso sobre os outros cinco votos que recebeu. 

"Queria aproveitar para agradecer. É um prazer poder participar de um programa tão incrível. Deu o meu melhor, não sei, poderia ter mais um pouquinho agora nessa fase, mas estou feliz por tudo isso, muito obrigada a todos. A minha tocha esta sendo apagada aqui no jogo, mas lá fora ela vai brilhar demais e pensem assim também, gente. Lutem pela sua chama", afirmou Flávia após a contagem. 

Prova do Privilégio

A disputa valia uma carta da família. Muitos, como Andréa Nascimento, caíram no choro assim que souberam o prêmio. Quem não vencesse não poderia ler a carta e ainda teria de assisti-la sendo queimada.

Os participantes precisavam equilibrar uma haste com uma bolinha em cima, mas com a ajuda de manoplas. Com o passar o tempo, novas hastes eram colocadas, aumentando a extensão e consequentemente a dificuldade. 

Andréa e Clécio Barbosa foram os dois primeiros eliminados. Lucas Santana foi o terceiro, seguido por Victor Hugo e Flávia Assis. Ipojucan Ícaro e Charles Gama ficaram na final, os únicos que têm vencido provas individuais desde que as tribos se uniram.

Por fim, Ipojucan levou a melhor, levando a melhor pela segunda vez no jogo. O artista circense leu a carta que recebeu da amada, Laís, em voz alta.

Prova da Imunidade

A disputa pela imunidade envolvia equilíbrio e força. Os participantes tinham que se equilibrar em uma plataforma sobre a água com a ajuda de uma corda presa a um tronco. Era necessário jogar o corpo para trás, esticando a corda. A cada comando de Fernando Fernandes, os competidores eram orientados a aumentar a inclinação, aproximando-os da água. 

Flávia foi a primeira a deixar a disputa, seguida de Andréa e Ipojucan. Lucas Santana foi na sequência, assim como Victor. A final ficou entre Charles e Clécio, rendendo uma disputa acirrada que envolveu o aumento da extensão da corda. Pouco depois, Charles caiu, dando a imunidade ao engenheiro. 


Saiba tudo que está rolando nos reality shows com o podcast O Brasil Tá Vendo

Ouça "#83 - Manipulação, mentira e agressão: as acusações que abalam o Power Couple" no Spreaker.


Últimas de No Limite 6

Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.