Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

BRIGA INTERNACIONAL

Justiça suíça decide se Globo pagará R$ 630 milhões por quebra da Libertadores

DIVULGAÇÃO/PALMEIRAS

Dudu vibra com gol do Palmeiras. Ele usa uma camisa verde e comemora com seus colegas de banco, que usam um colete amarelo

Palmeiras é o atual campeão da Libertadores, competição que causou celeuma entre Globo e Conmebol

GABRIEL VAQUER, colunista

[email protected]

Publicado em 17/9/2021 - 6h55

A corte arbitral da Suíça marcou para a primeira semana de outubro a audiência decisiva para saber se a Globo vai pagar uma multa milionária por ter rescindido o contrato de transmissão da Libertadores da América em agosto de 2020. A Conmebol pede o valor de US$ 120 milhões (R$ 631 milhões na cotação atual) por prejuízos causados pelo fato.

Segundo apurou o Notícias da TV, a audiência de conciliação que vai acontecer em uma câmara de arbitragem do país europeu está marcada para 5 de outubro, às 11h (horário de Brasília). Caso não haja acordo, a Justiça marcará uma nova data para saber quem tem razão na celeuma e determinar se a Globo pagará algum valor.

A briga começou em agosto do ano passado. Por causa da pandemia do novo coronavírus, a Globo decidiu rescindir o contrato de transmissão da Libertadores, que era válido para TV aberta e TV por assinatura até o fim de 2022. Ela disse que se baseou em uma cláusula específica do acordo que permitia isso sem pagamento de multa em situações excepcionais.

A emissora também argumentou que o dólar elevou muito o pagamento do contrato. Quando a Libertadores foi adquirida em 2018 por US$ 60 milhões (R$ 315 milhões), a moeda americana custava R$ 3,50. Quando o acordo foi rompido, ela estava acima de R$ 5.

A Conmebol discordou da tese da Globo e entrou com um processo na Justiça da Suíça para pedir que a emissora pagasse a multa prevista. O valor da cobrança é referente ao restante do pagamento dos dois anos e meio de contrato. A corte europeia busca um acordo para que todas saiam ganhando.

Globo pode ficar de fora de negociação

A Globo também deseja um acordo por causa da sua vontade de disputar a licitação da Libertadores a partir de 2023 para o mercado brasileiro. Se a situação não estiver resolvida, a Conmebol sequer colocará a Globo em seu radar para a licitação --o que facilitaria a vida do SBT e da Disney na renovação do atual acordo.

A Globo tinha os direitos de transmissão da Libertadores em TV aberta e fechada, divididos com a Fox Sports. O contrato era válido de 2019 a 2022. Com a saída da emissora, a Conmebol optou por fechar acordo com o SBT para TV aberta e criou o pay-per-view Conmebol TV em parceria com Claro, Sky e Grupo Bandeirantes.

A licitação válida entre 2023 e 2026 vai ser negociada pela FC Diez Media, mesma empresa que fez a rodada entre 2019-2022. As conversas devem começar ainda neste ano, com decisão do novo BID até o início de 2022.


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas