Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

EVANGELISTA DA TV

Quem foi Tammy Faye? Personagem de filme do Oscar inspirou filha de Edir Macedo

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Jim Bakker e Tammy Faye (1942-2007) quando deram uma entrevista para falarem de escândalo

Jim Bakker e Tammy Faye (1942-2007) quando deram uma entrevista para falarem de escândalo

O nome de Tammy Faye (1942-2007) pode soar estranho para os brasileiros, mas a norte-americana mudou a televisão mundial para sempre. Nos anos 1970, ela e o marido, Jim Bakker, criaram a emissora cristã PTL (Louvar ao Senhor, em português) e influenciaram a maneira como os religiosos usam a plataforma para alcançar mais fiéis. No Brasil, exemplos podem ser vistos no trabalho do pastor R. R Soares e do casal Cristiane e Renato Cardoso. Respectivamente, a filha e o genro do bispo Edir Macedo.

Nascida em 7 de março de 1942, a tele-evangelista recentemente foi biografada no filme Os Olhos de Tammy Faye (2021). Intérprete de Tammy, Jessica Chastain ganhou o Oscar de melhor atriz na edição de 2022. O título está disponível na plataforma de streaming Star+. 

O filme é um retrato da vida da norte-americana desde que ela conheceu o marido e passa pelo começo da carreira artística dos dois, a inauguração da PTL e a investigação criminal que culminou no afastamento da dupla no canal.

Após se apaixonarem na faculdade, Jim Bakker e Tammy Faye decidiram se casar e percorrerem os Estados Unidos para divulgar o cristianismo. Eles viajavam de carro, e a cantora usava a música cristã para divertir crianças.

Em uma dessas apresentações, a dupla chamou a atenção de um produtor da CBN (Canal de Difusão Cristã, em português) e eles começaram a ter espaço na televisão com o programa infantil Come on Over. 

Em 1974, os dois criaram o canal PTL, com uma programação totalmente especializada em conteúdo religioso, como talk shows, apresentações musicais e programas de auditório com variedades. 

Entre as pregações, Jim Bakker sempre ressaltava que o público tinha que contribuir para a manutenção da PTL com doações. Durante os programas do casal, inclusive, havia uma bancada de telefonistas no palco encarregadas de atender as ligações dos espectadores sensibilizados. 

Fim amargo

A prática que trouxe tanta riqueza para o casal Bakker também se tornou a ruína dos dois. No fim dos anos 1980, Jim Bakker recebeu 23 acusações de fraude por ter usado o dinheiro de doações dos fiéis para manter um alto nível de luxo com a mulher.

O pastor também, supostamente, teria usado o dinheiro destinado ao canal cristão para pagar pelo silêncio de uma ex-secretária. A mulher teve relações sexuais com ele enquanto ainda era casado e teria sido subornada. O religioso acabou condenado em 1990 com 45 anos de reclusão. 

O escândalo fez com que o casal saísse da liderança do PTL, com direito a uma despedida ao vivo (mostrada no vídeo acima) com palavras de conforto para o público. 

A situação constrangedora também culminou na separação dos dois. Tammy Faye pediu o divórcio do marido em 1992 e, no ano seguinte, casou-se com o empresário Roy Messner.

A tele-evangelista morreu em 2007, dez anos após de ter sido diagnosticada com câncer colorretal. Ela foi enterrada no Kansas, nos Estados Unidos.

Já Jim Bakker voltou a trabalhar na televisão. Em 1992, ele conseguiu o direito de diminuição da pena e ficou somente oito anos encarcerado. Em 2003, começou a apresentar um novo programa cristão no canal CNT (Canal de Televisão Cristã, em português).

Confira o trailer de Os Olhos de Tammy Faye:

TUDO SOBRE

Oscar

Star+


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.