Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ARGO

Melhor filme de 2013, história de resgate genial estreia no canal TNT

Divulgação/Warner

O ator Ben Affleck no set de Argo; ele também foi diretor e produtor do filme - Divulgação/Warner

O ator Ben Affleck no set de Argo; ele também foi diretor e produtor do filme

REDAÇÃO

Publicado em 12/6/2016 - 7h27

Vencedor de três Oscars em 2013, Argo estreia neste domingo no canal pago TNT. Estrelado e dirigido por Ben Affleck, o filme reconstitui os bastidores de um plano de resgate genial da CIA (Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos), que em 1979 fingiu estar realizando um longa-metragem para tirar seis norte-americanos do Irã.

Argo é baseado em uma história real. Defensores da Revolução Iraniana, que transformou uma monarquia pró-Ocidente em uma república islâmica, invadiram a embaixada dos Estados Unidos em Teerã e fizeram todos que estavam no local reféns _exceto seis funcionários, que conseguiram escapar e se refugiaram na casa do embaixador do Canadá.

Responsável pelo resgate dos seis norte-americanos, o agente Tony Mendez (Affleck) pensou em um plano mirabolante: inventou uma incrível superprodução de Hollywood como desculpa para entrar no país e fazer os seis americanos se passarem por membros da equipe de filmagens.

O verdadeiro Tony Mendez só se tornou conhecido nos Estados Unidos após Argo ser lançado. Aos 75 anos, hoje ele está aposentado. Em entrevista à rede de TV britânica BBC, Mendez assumiu que sua ideia foi muito arriscada. "Normalmente nós fazemos um disfarce bem chato, sem graça. Mas não podíamos ir [para o Irã] como professores, porque as escolas internacionais estavam fechadas. Não podíamos ir como técnicos de petróleo. Não tinha plano B para a operação. Geralmente há um plano de fuga, mas não tinha nenhum carro esperando do lado de fora para que escapássemos. Foi uma missão cabeluda", contou.

Triunfo de Ben Affleck

Ben Affleck, 43 anos, que não só interpretou o protagonista como também dirigiu e produziu o filme, já tinha um Oscar em sua estante, o de melhor roteiro original por Gênio Indomável (1998), que escreveu com o amigo (e também ator) Matt Damon.

Sua carreira, no entanto, não ia tão bem em 2013. Depois de uma performance muito criticada em Demolidor: O Homem Sem Medo (2003), Affleck investiu na carreira de diretor e fez filmes como Medo da Verdade (2007) e Atração Perigosa (2010). Argo foi a redenção.

Antes do Oscar, em que levou as estatuetas de melhor filme, melhor roteiro adaptado e melhor edição, Argo ganhou prêmios também no Globo de Ouro (melhor filme dramático), no Bafta (Oscar britânico), no Screen Actor's Guild Award (SAG) e no Critic's Choice Award. Ao subir ao palco da cerimônia mais importante do cinema em 2013, Affleck declarou: "Há 15 anos [em 1998] eu era só uma criança, nunca pensei que estaria de volta".


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?