Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CARLINHOS E CARLÃO

Luis Lobianco destrói homofobia em filme do Prime Video para abrir corações

Divulgação/Prime Video

Luis Lobianco encara o espelho em cena de Carlinhos e Carlão

Luis Lobianco em cena de Carlinhos e Carlão, nova comédia nacional disponível pelo Prime Video

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 12/11/2020 - 6h45

Famoso por integrar o elenco do coletivo Porta dos Fundos, o comediante Luis Lobianco faz a sua estreia como protagonista de longa em Carlinhos e Carlão, comédia nacional lançada nesta quinta-feira (12) no Prime Video. No filme, o ator destrói a homofobia e o machismo que imperam na sociedade brasileira e tenta abrir os corações de seus espectadores --sem perder o bom humor.

A trama conta a história de Carlos (Lobianco), um típico machista homofóbico que reproduz piadas e discursos de ódio ao lado de seus amigos com atitudes que aprendeu desde pequeno ao ser reprimido por seu pai.

Sem noção alguma e com a bênção dos companheiros, o protagonista frequenta a pelada semanal e o bar com os amigos sempre com tiradas ultrapassadas. Carlos maltrata Guga (Suzy Brasil), o garçom homossexual do boteco que frequenta, ao mesmo tempo em que assedia de forma grotesca Glorinha (Thati Lopes), a filha do dono.

Certo dia, o rapaz vai a uma marcenaria em busca de um armário novo. Quando percebe que Evaristo (Luis Miranda), dono do local, é gay, ele logo o insulta. Como vingança, o marceneiro envia para a casa de Carlos um armário rosa e especial. Ao entrar em contato com o móvel, um evento mágico transforma a sua vida: todas as noites, o machão "Carlão" se transforma em Carlinhos, um homossexual talentoso e divertido.

Para Lobianco, a missão de Carlinhos e Carlão é enviar uma mensagem de amor para se conectar com os espectadores e enfrentar os discursos de ódios que estão em alta no Brasil nos últimos anos.

"Esse filme é justamente para abrir os corações com humor, e ele tem uma linha de roteiro estratégica. Acho que podemos atingir alguns corações mais duros e tirar algumas coisas desses armários", brinca o ator em entrevista ao Notícias da TV.

Durante a sua jornada com dupla personalidade, apesar da grande relutância inicial, Carlos começa a refletir sobre as atitudes que teve durante toda a sua vida. Com esse novo conhecimento, passa a se abrir para novas oportunidades e estreitar relações com quem Carlão nunca imaginaria ter.

"A arte nasce para provocar, fazer as pessoas pensarem em algo além do que está em seu consciente. A gente trabalha para transcender. O que o filme propõe é isso", explica Luis Miranda à reportagem. "Quem assistir ao filme vai poder se libertar, que nós possamos tocar as pessoas e levar a nossa mensagem. Dentro do armário, ninguém é feliz."

Segundo Lobianco, a evolução de Carlos e a mensagem de tolerância e aceitação transmitida no longa do Prime Video foram uma preocupação desde a formação do projeto até a cena final.

"Nós sempre pensamos que tínhamos a responsabilidade de falar sobre essa mensagem de maneira clara. Conversamos desde o começo sobre qual era a melhor forma de abordar isso. Quando você recebe violência, reproduz violência. O Carlos foi censurado desde pequeno, aí ele cresce e começa a reproduzir isso nas pessoas. Isso gera a homofobia. É se abrindo para o amor e se colocando na pele do outro que vamos chegar em algum lugar."

Para Suzy Brasil, drag queen que também atua como tal no filme, uma das melhores coisas de Carlinhos e Carlão é a sua preocupação de reproduzir pessoas reais na narrativa.

"O longa mostra pessoas muito boas, pessoas ruins e pessoas se reconstruindo, mudando sua forma de pensar, enquanto outras não. São personagens muito reais. É fácil de todos se identificarem. Pode ser com o mocinho, com o amigo e até com o homofóbico", pontua.

Questionado se o longa reflete o momento atual da socidade brasileira ou se ainda está preso à ficção, Miranda argumenta que a proposta de Carlinhos e Carlão é mostrar um avanço. De acordo com o ator, 2020 deve servir como um momento de reflexão e de repensar nossos comportamentos.

"O filme propõe essa reflexão e inclusive exemplica cada estereótipo de comportamento. Isso é algo muito legal. Nós apresentamos o vírus e o antídoto. Está ali para quem quiser escolher", conclui.

Assista abaixo ao trailer oficial de Carlinhos e Carlão:


Leia também

Web Stories

+
Como Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de PantanalHarmonização facial e lente nos dentes: Veja antes e depois dos peões de A Fazenda 13

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?