Lançamento

Gabriel Medina revela detalhes de infância dramática em novo filme do Globoplay

Agnews

O surfista Gabriel Medina no lançamento de seu filme no Globoplay, realizado na quarta (29)

O surfista Gabriel Medina no lançamento de seu filme no Globoplay, realizado na quarta (29)

FERNANDA LOPES - Publicado em 31/01/2020, às 05h19

Um dos melhores surfistas do mundo, Gabriel Medina mostrará um lado de sua trajetória que boa parte do público não conhece. Estreia nesta sexta (31) no catálogo do Globoplay o filme Gabriel Medina, que conta a história do atleta, entre vida pessoal e profissional. Logo nos primeiros minutos, ele fala sobre momentos difíceis de sua infância.

O filme, do gênero documentário, tem o objetivo de exibir os caminhos de Medina, do início da carreira em Maresias, litoral de São Paulo, até a conquista do bicampeonato mundial de surfe, em 2018. A infância é a parte mais complicada e pouco divulgada de sua história, e a família abre o coração nos relatos.

A mãe do atleta, Simone, conta que tentou ter um relacionamento com o pai biológico do filho, mas enfrentou dificuldades. Na gravidez e no primeiro ano de vida do menino, o patriarca não esteve presente e chegou a dizer que o garoto não era dele.

Os dois até retomaram a relação e chegaram a viver juntos, mas o próprio surfista lembra que a convivência em casa não era fácil. Medina relata ter visto muitas brigas dos pais, até que Simone decidiu se separar. Ficaram só mãe e filho, sem auxílio do pai. Ela fazia faxina para pagar as contas, e herdeiro ia junto para ajudar nas limpezas.

A situação da família começou a mudar quando Simone iniciou um namoro com Charles Medina, com quem veio a se casar. Gabriel tinha 8 anos, e o padrasto logo viu que o garoto tinha talento para o surfe. Charles passou a incentivar o menino a praticar o esporte e se tornou seu treinador.

Os dois construíram uma relação muito próxima, e o documentário mostra muitos momentos de carinho e emoção entre eles. Hoje, o campeão mantém um bom relacionamento com o pai biológico, mas é Charles a quem ele chama de pai.

Obsessão pela vitória

Além da intimidade com a família, o documentário se aprofunda na batalha de Gabriel Medina para se tornar o melhor surfista do mundo. Desde as primeiras provas, na adolescência, até as competições internacionais. O grande destaque fica nas etapas pelas quais ele teve de passar para se tornar o primeiro brasileiro campeão mundial de surfe, em 2014.

Fica claro que a intenção do material é mostrar todo o percurso profissional como uma jornada do herói. Medina sofre com derrotas, mas diz que tirou como aprendizado; aparece sempre muito concentrado, fazendo muitos exercícios físicos. Cada onda e cada bateria dos torneios são uma batalha para o atleta, que tem obsessão pela vitória.

Pelos fatores dramáticos, emocionais, grande quantidade de material de arquivo e bons pontos de clímax, a produção consegue se manter interessante mesmo para quem não tem conhecimento técnico sobre surfe ou gosto especial pelo esporte.

Mas há uma parcela da vida de Medina que foi deixada de lado: os amigos famosos e a vida badalada dele. Personalidades como Anitta e Thiaguinho compareceram ao evento de lançamento do longa, mas não aparecem nas filmagens. Longe da imagem de festeiro, Medina é retratado apenas como bom garoto e atleta disciplinado em seu filme.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é a mãe mais surtada de Amor de Mãe?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook