Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

LATE NIGHT

Filme com apresentadora de TV carrasca é inspirado em Ellen DeGeneres?

REPRODUÇÃO/YOUTUBE e NBC

Montagem de fotos com a atriz Emma Thompson (à esquerda) no filme Talk-show - Reinventando a Comédia, e com a apresentadora Ellen DeGeneres (à direita) em seu programa homônimo, na NBC

Emma Thompson (à esq.) no filme Talk-Show - Reinventando a Comédia, e Ellen DeGeneres em seu programa

KELLY MIYASHIRO

kelly@noticiasdatv.com

Publicado em 6/8/2020 - 6h45

Acusada de praticar assédio moral com funcionários, Ellen DeGeneres tem sido exposta como uma chefe carrasca nos bastidores. De forma quase idêntica, o filme Talk-Show - Reinventando a Comédia (2019) coloca Emma Thompson como uma apresentadora de TV branca, loira, e mais velha --assim como a titular do The Ellen DeGeneres Show--, que maltrata sua equipe longe das câmeras. Seria a comediante a inspiração da trama?

Ellen é acusada de intimidar, desprezar, assediar, humilhar e demitir arbitrariamente diversos funcionários de seu programa. Uma história parecida com a de Katherine Newbury (papel de Emma) no filme originalmente chamado Late Night, em referência aos programas noturnos da TV, que se popularizaram no Brasil graças a Jô Soares. 

Na produção estrelada e roteirizada pela comediante Mindy Kaling, a apresentadora do fictício Tonight with Katherine Newbury é famosa por sua obsessão pela excelência, seu jeito ríspido, sua falta de amigos e descaso com sua equipe de roteiristas --composta apenas por homens brancos de classe média. 

Assim como Ellen, Karherine é branca, loira, ostenta um corte de cabelo curto, adora usar ternos modernos e brilhantes. Figurinistas deram entrevistas na época em que o longa foi lançado, no ano passado, alegando que de fato se inspiraram na apresentadora da vida real para montar os looks.

Enquanto Katherine demite um de seus roteiristas apenas porque ele pediu um aumento (e dispensa outros sem nenhum motivo), Ellen foi acusada de mandar embora um funcionário por ter tirado uma licença-médica.

Em Talk-Show, as coisas só mudam quando ela é acusada de odiar mulheres e decide contratar uma escritora indiana (papel de Mindy), para preencher a "cota de diversidade da equipe". A carrasca acaba humanizada apenas depois de reconhecer que é uma chefe sem coração que sequer sabe o nome de seus empregados, nem muito menos se importou com a morte de um deles.

De acordo com o Daily Mail, uma fonte nos estúdios afirmou que Ellen DeGeneres considerou se retirar dos holofotes para recuperar a sua imagem junto ao telespectadores. Já no filme, Katherine também era retratada como uma péssima chefe pelos tabloides e precisou se afastar do programa após ter um escândalo de sua vida pessoal vazado à imprensa.

O que difere da personagem de ficção é que Ellen apresenta uma atração vespertina, com um formato de entrevistas mais diversificado, repleto de brincadeiras e apresentações musicais, e é declaradamente homossexual.

Assista ao trailer de Talk-Show - Reinventando a Comédia: 

Humor ácido e preciso

A comédia escrita e estrelada por Mindy Kaling consegue debater de forma descontraída o machismo, o preconceito racial, a desigualdade de oportunidades entre mulheres e homens, e até a falta de diversidade em grandes corporações.

Famosa por seu papel na série The Office (2005-2013), Mindy chegou a trabalhar como estagiária no Late Night with Conan O'Brien quando tinha 19 anos --outra possível fonte de inspiração para o longa. Talk-Show - Reinventando a Comédia está disponível nos canais HBO da TV pafa e também no YouTube Filmes.

Na mira do cancelamento 

Vencedora de diversos prêmios Emmy (igual a Katherine), Ellen DeGeneres está no centro de um escândalo desde o início do mês, quando alguns de seus ex-funcionários relataram à revista Variety e ao Buzzfeed dos Estados Unidos casos de abuso moral e do "ambiente tóxico" por trás das câmeras.

Apesar de não ter tido seu nome exposto nos primeiros depoimentos, a apresentadora cedeu à pressão do público e se desculpou por meio de um comunicado. "Obviamente algo mudou, e por isso eu peço desculpas. Qualquer um que me conhece sabe que isso é oposto do que acredito e do que esperava para o programa", disse a mulher da atriz Portia de Rossi. 

A WarnerMedia --produtora do programa-- decidiu abrir uma investigação para averiguar as queixas, que acabaram confirmadas. "Estamos desapontados que os primeiros indícios mostram algumas deficiências em relação ao dia a dia nos bastidores do show", disse em nota enviada à imprensa.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?

Vanessa Giácomo
21.13%
Lucy Alves
16.78%
Rafa Kalimann
12.62%
Isis Valverde
22.07%
Uma atriz desconhecida
27.40%