Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

SUPERPRODUÇÃO

Duna: Relembre 5 momentos do livro que ficaram de fora do novo filme

Divulgação/Warner Bros.

Timothée Chalamet em cena de Duna

Timothée Chalamet em cena de Duna; filme deixou de fora momentos marcantes do livro original

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 23/10/2021 - 6h25

[Cuidado: spoilers do filme e do livro Duna abaixo]

A superprodução Duna (2021) estreou nos cinemas do Brasil nesta quinta (21) cercada de expectativas. O longa adapta o livro homônimo de 1968 escrito por Frank Herbert (1920-1986) e que se tornou um dos maiores clássicos de ficção científica. Assim como muitas obras que pulam das páginas para as telonas, a adaptação do diretor Denis Villeneuve precisou condensar o material original para não se estender demais.

Alvo de críticas de muitos fãs da cultura pop, a edição necessária para se adaptar um livro para os cinemas acaba cortando ou modificando inúmeras sequências retratadas nas obras originais. Em alguns casos, eventos importantes das páginas são completamente ignorados.

No caso de Duna, cujo livro conta com mais de 600 páginas, a exclusão de alguns momentos-chave era inevitável. Mesmo que a ideia de Villeneuve seja dividir a trama em dois filmes --a Parte 1 encerra a trama quase na metade da história do primeiro livro da saga de Herbert--, eventos cruciais para o desenvolvimento da jornada do protagonista Paul Atreides (Timothée Chalamet) foram deixados de lado.

O Notícias da TV lista cinco momentos do livro que ficaram de fora da adaptação de Duna:

DIVULGAÇÃO/WARNER BROS

Rebecca Ferguson e Timothée Chalamet em Duna

Clã Atreides sabia da traição

No livro de Herbert, o clã Atreides, liderado pelo duque Leto (Oscar Isaac), sabia desde o princípio da trama que havia um traidor entre eles. Antes que a família e seus seguidores assumissem o comando do planeta árido Arrakis, o patriarca já trabalhava para descobrir quem era o infiltrado, enviado pelos rivais Harkonnens.

Isso faz com que a chegada de Paul e do resto do clã ao novo planeta seja coberta de suspeitas. Os Harkonnens dominaram Arrakis durante 80 anos e não se sabe quem ou quantos ainda seriam leais ao barão Vladimir (Stellan Skarsgård), principal vilão da trama.

O filme de Villeneuve descarta totalmente esta ideia. Tal escolha afeta diretamente não apenas diálogos marcantes como altera o desenvolvimento de muitos personagens importantes, como Lady Jessica (Rebecca Ferguson), Gurney Halleck (Josh Brolin), Duncan Idaho (Jason Momoa), Thufir Hawat (Stephen McKinley Henderson) e Dr. Yueh (Chen Chang).

Respeito de Kynes por Paul

Uma das principais mudanças feitas na adaptação envolve Liet Kynes (Sharon Duncan-Brewster), a planetóloga de Arrakis que faz parte da comunidade Fremen, nativos que são considerados selvagens por outros clãs. Como juíza da transição no comando do local, ela é peça-chave para o contato com a população e o conhecimento da extração da especiaria.

Nos livros, Kynes é do sexo masculino e tem uma participação muito mais marcante do que a reservada para Sharon na adaptação. Ela age como agente dupla entre os Atreides e o Imperador, mas se surpreende com Paul ao conhecer o jovem herdeiro do duque.

Mais sensitivo do que o protagonista interpretado por Chalamet, o Paul do livro percebe quando a planetóloga está mentindo ou dizendo meias-verdades. Isso faz com que Kynes entenda a importância do jovem e passe a vê-lo como uma ferramenta para um futuro próspero de Arrakis.

São muitos os diálogos tensos entre a dupla, assim como uma pequena admiração de Kynes pelo caráter justo de Leto e uma atração velada por Lady Jessica. Tudo isso é excluído do filme.

DIVULGAÇÃO/WARNER BROS

Oscar Isaac como Leto Atreides em Duna

O segredo entre Leto e Paul

A informação de que os Harkonnens infiltraram um traidor no clã Atreides movimenta grande parte do início de Duna nos livros. A principal é Lady Jessica, apontada por alguns como a principal suspeita de ser a raposa dentro do galinheiro.

Quem leu o livro de Herbert sabe desde o começo que o traidor é Yueh, mas o médico nunca chega a ser cogitado como um ajudante do barão. Isso faz com que o leitor acompanhe a escalada da paranoia sobre a traição de Jessica e como ela afeta outros personagens.

Isso leva a um segredo dividido entre Leto e Paul. No primeiro momento, o duque cogita que sua amada seja realmente a traidora, mas logo descarta a ideia. Então, ele usa a suspeita para tentar confundir os Harkonnen e fazer com que seus inimigos pensem que seu principal rival está perdido. Ele compartilha a estratégia com Paul e pede que o filho não conte nada à mãe.

O diálogo é importante e mostra não apenas a forte ligação entre pai e filho, como a confiança que Leto deposita em seu herdeiro e na mulher. Paul cumpre o combinado à risca e só conta a verdade a Jessica depois que o golpe do barão destrói as forças do clã Atreides.

Lady Jessica vs Thufir Hawat

Apesar de Leto não suspeitar de Jessica, o mesmo não acontece com seus subordinados. Principal conselheiro do duque, Thufir Hawat é um Mentat, pessoa treinada para absorver e registrar sabedoria e informações incapazes de serem gravadas na mente de um ser humano comum.

Hawat, assim como Duncan Idaho, principal guerreiro das forças Atreides, acredita que Jessica é a traidora infiltrada dos Harkonnen. Isso leva a duas sequências de diálogos tensos entre os personagens --o mais importante deles envolve a mãe de Paul e o Mentat.

Nos livros e no filme, Jessica é membro de uma antiga ordem exclusivamente feminina conhecida como Irmandade Bene Gesserit. Entre outros atributos sobrenaturais, elas são capazes de obrigar pessoas a seguirem suas ordens apenas com a Voz.

Ciente das suspeitas de Hawat, ela leva o velho conselheiro aos seus aposentos e tem um dos diálogos mais marcantes de Duna. Ambos os personagens são dotados de habilidades e conhecimentos incríveis, o que torna o momento muito mais tenso e saboroso.

Como o roteiro de Villeneuve excluiu toda a trama envolvendo a suspeita da traição de Jessica, alguns desses personagens tiveram seu desenvolvimento afetado negativamente no filme.

O primeiro encontro entre Chani e Paul

Desde o início do filme, Paul tem visões do futuro envolvendo a Fremen chamada Chani, vivida na produção por Zendaya. Deste modo, Villeneuve estabelece que a personagem será importante para o futuro da trama e da jornada do protagonista.

O primeiro encontro entre os dois acontece depois que Paul e Jessica conseguem escapar das forças do barão e dos perigos do deserto de Arrakis. Ao encontrarem a comunidade Fremen, mãe e filho são ameaçados e o herdeiro do duque é desafiado para um duelo por Jarris (Babs Olusanmokun).

Enquanto no longa Chani apenas presenteia Paul com uma adaga e não acredita em sua vitória, nos livros a personagem tem um diálogo muito maior com o jovem. Ela dá dicas e conselhos para que o filho de Leto possa sair vitorioso do combate com Jarris --algo que fortalece ainda mais o laço entre os dois.

Assista ao trailer legendado de Duna:

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Gui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casosConfinado em A Fazenda 13, Dynho não sabe que Mirella pediu divórcio; como fica o caso?Quanto Mais Vida, Melhor enfrentou perrengues mesmo antes de estrear; conheça a trama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas