Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

EX-BBB20

Vítima de haters, Victor Hugo é hackeado pela segunda vez: 'Não ficará impune'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Imagem de Victor Hugo Teixeira com o cabelo tingido

Victor Hugo Teixeira é vítima de haters na internet e teve as redes sociais hackeadas pela segunda vez

PAOLA ZANON

paola@noticiasdatv.com

Publicado em 2/6/2020 - 9h33
Atualizado em 2/6/2020 - 12h00

Victor Hugo Teixeira avisou na noite de segunda (1ª) que teve seu perfil no Instagram hackeado pela segunda vez. A assessoria do ex-BBB20 confirmou o acontecido ao Notícias da TV, mas afirmou que nenhum conteúdo foi deletado, como na primeira vez. O psicólogo tem sido vítima de ataques de haters e assegurou que tomará providências: "Se depender de mim, não ficará impune", disse.

A equipe de Victor Hugo contou que o hacker apenas enviou mensagens privadas para outros perfis, mas não chegou a apagar nada. Através da ferramenta Stories, o maranhense avisou que tenta descobrir o responsável e já sabe que a invasão teria partido de Recife-PE. "Por favor, descartem qualquer mensagem suspeita que possa ter vindo deste perfil", pediu ele.

"Não foi nada grave! Eu percebi logo na primeira movimentação. Estava fazendo uma live e chegou uma notificação que alguém havia acessado minha conta no Recife! Imediatamente o excluí pela função de atividade de login", relatou o ex-BBB à reportagem.

Ele havia avisado na rede social que mandaram mensagens para amigos em nome dele e de sua assessoria. "Só avisei meus seguidores do ocorrido por temer que o hacker pudesse ter mandado mensagens ruins", explicou. Em março, enquanto ele ainda estava confinado, o perfil dele já havia sido hackeado, e o invasor ocultou quase todo o conteúdo postado e alterou até o nome.

Depois de ser eliminado, o psicólogo foi vítima de diversos ataques nas redes sociais. Durante uma entrevista, Victor nem chegou a falar e abandonou a live chorando diante de xingamentos homofóbicos e gordofóbicos. Alguns colegas de confinamento como Guilherme Napolitano e Lucas Gallina, saíram em defesa dele e pediram o fim do linchamento virtual.

"Passei a receber muitas mensagens de ódio", confessou ele, na época da live. Na ocasião, ele também recorreu às autoridades para fazer denúncias. "As pessoas precisam entender que o que você faz gera consequências que podem ser danosas à autoestima de quem está do outro lado da tela", desabafou Teixeira.

No entanto, Victor não vê a invasão recente como um ataque de hater: "Poderia ter acontecido com qualquer um", declarou. O psicólogo também aproveitou para avisar que não tem mais sofrido mais nenhum ataque e continuará ativo nas redes: "Estou desenvolvendo conteúdos que estou curtindo bastante em fazer", destacou ele.


Leia também

Enquete

Com quem Irma merece ficar em Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.