Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

TRAGÉDIA

Sorocaba elogia modelo do avião que matou Marília Mendonça: 'Super seguro'

Reprodução/Instagram

Marília Mendonça, Murilo Huff, Sorocaba e Biah Rodrigues em foto publicada nas redes sociais

Sorocaba (de boné) em foto com Marília Mendonça (à esq); sertanejo elogiou avião do acidente

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 5/11/2021 - 20h01
Atualizado em 5/11/2021 - 22h21

O sertanejo Sorocaba, da dupla Fernando & Sorocaba, participou da transmissão da CNN Brasil para falar sobre o acidente aéreo que matou a cantora Marília Mendonça (1995-2021) nesta sexta-feira (5). O cantor lamentou a tragédia, mas elogiou o modelo do avião no qual estava a artista e sua equipe.

Em bate-papo com o Evandro Cini no CNN Prime Time, Sorocaba exaltou a aeronave e disse que o utilizou o modelo bimotor para se locomover pelo Brasil por oito anos. Segundo o cantor, o avião é "sonho de consumo de qualquer artista".

"Esse foi o avião de Fernando & Sorocaba durante pelo menos oito anos. É um avião super seguro, a gente usava. Uma aeronave super segura, uma das aeronaves bimotor mais seguras do mercado. Todo mundo faz questão de voar nesse avião", apontou o cantor.

"Não sei o que vai vir no relatório, se foi erro do piloto. É uma aeronave que a gente pode assegurar que era muito segura. É o sonho de consumo de qualquer artista. Precisa ver o estado que ela estava", completou Sorocaba.

O piloto Ricardo Saleme, de 63 anos, afirma que o modelo, de fato, é um dos melhores e mais seguros do mercado. "A aeronave é espetacular, uma das minhas preferidas. Muito segura, econômica e veloz ao mesmo tempo. Por isso que é a preferida dos artistas e empresários. É uma aeronave realmente sensacional", conta ao Notícias da TV.

O profissional, contudo, ressalta que as condições de manutenção interferem no desempenho e na segurança do voo.

Segundo documento do MPF (Ministério Público Federal), a aeronave que levava Marília e sua equipe era alvo de denúncias na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Uma pesquisa pública feita no site da agência mostra que a empresa proprietária da aeronave, a PEC Táxi Aéreo, acumula três processos no Estado de Goiás. O avião, no entanto, estava em situação regular.

Marília Mendonça morreu aos 26 anos após seu avião cair em Minas Gerais. A cantora deixa um filho, Léo Mendonça Huff, de um ano e 11 meses, fruto de seu relacionamento com Murilo Huff. A tragédia também vitimou o produtor Henrique Ribeiro, o tio e assessor da artista Abicieli Silveira Dias Filho, o piloto da aeronave Geraldo Martins de Medeiros Júnior e copiloto Tarciso Pessoa Viana.

A artista tinha um show marcado no parque de exposições João da Costa Mafra. A apresentação estava prevista para começar à 1h da madrugada de sexta para sábado (6).

Em seu perfil oficial no Instagram, Sorocaba prestou homenagens à cantora:

Confira abaixo a última publicação da cantora nas redes sociais:

Confira homenagens a Marília Mendonça:


Leia também

Enquete

Você acha que a edição 2022 de No Limite vai superar a do ano passado?

Web Stories

+
Pão Pão, Beijo Beijo chega no Viva 39 anos depois: Quais atores já morreram?Resumo de Pantanal: Madeleine sofre tragédia, e Bruaca se choca com podridão do maridoGkay já fez harmonização facial? Veja antes e depois da influenciadoraNovela Pantanal: Descubra quem é Guito, o ator que interpreta Tibério na tramaEnquete: Barraqueiro x Sem graça - Vote no casal que vai gerar caos no Power Couple

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas