Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NOVO PROJETO

Separada de DJ Ivis, Pâmella Holanda vai ajudar vítimas de violência doméstica

REPRODUÇÃO/SBT

Imagem de Pâmella Holanda em entrevista ao Vem Pra Cá

Pâmella Holanda em entrevista ao Vem Pra Cá; arquiteta pretende ajudar vítimas de violência doméstica

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 10/12/2021 - 21h37

Pâmella Holanda decidiu criar uma ONG (organização não governamental) para ajudar as mulheres vítimas de violência doméstica. Nesta sexta-feira (10), a arquiteta disse que após a repercussão das agressões praticadas pelo DJ Ivis, seu ex-marido, passou a receber pedidos de socorro, o que a motivou a desenvolver esta iniciativa.

"Tem mulheres que me pedem socorro em todo canto, por e-mail, descobrem meu telefone e pedem ajuda, mandam fotos. O que posso fazer, que está dentro do meu alcance, eu faço. Encaminho para a minha advogada, a gente tenta descobrir quem é o delegado da cidade, pois as denúncias são do Brasil todo", explicou Pâmella em entrevista ao Vem Pra Cá (SBT).

Segundo a arquiteta, a ideia é que a ONG esteja em pleno funcionamento até o final de 2022. "O projeto já saiu do papel, a questão mesmo agora são os trâmites burocráticos. Vou conseguir atuar com os Estados e municípios, com parcerias público-privadas", detalhou. 

Durante o bate-papo com Gabriel Cartolano, a influenciadora digital comentou sobre a sua experiência no antigo relacionamento: "Sentia vergonha da situação que estava por conta do quanto eu mesma me diminuía e me deixava ser diminuída dentro daquela relação".

"Depois que a gente sai, consegue enxergar as coisas de uma maneira melhor. Via que estava no local errado, no relacionamento errado e com a pessoa errada. A força que tirei para sair dali com certeza foi a minha filha. Já estou em uma fase mais de superação, volta por cima, servir mesmo de exemplo, apesar de ter ficado conhecida com uma situação tão delicada, na minha vida mesmo como pessoa", prosseguiu.

"Entendo o propósito maior que isso tem, da minha missão mesmo, de levar informação, encorajamento e ajudar mesmo outras mulheres que passam por isso. Dizer que a gente consegue sair de relacionamentos abusivos", complementou Pâmella.

Confira a entrevista:


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.