DANIEL ERTHAL

Sem espaço na TV, ex-promessa de galã vira cervejeiro: 'O mercado mudou muito'

Marcello Sá Barretto/AgNews

O ator Daniel Erthal em festa do elenco de A Terra Prometida, em 2016: no mercado de bebidas - Marcello Sá Barretto/AgNews

O ator Daniel Erthal em festa do elenco de A Terra Prometida, em 2016: no mercado de bebidas

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 20/08/2018, às 05h34

Promessa de galã da Globo nos anos 2000 e da Record até 2016, o ator Daniel Erthal está investindo em um novo ramo: o da cervejaria. Ao lado do primo Arthur, ele levou a marca da bebida que leva o sobrenome da família para o Rio de Janeiro. O trabalho empresarial é uma forma de se manter enquanto busca espaço na TV. "Passei sete anos na Record, nesse tempo o mercado mudou muito. É um recomeço para mim", diz.

A cervejaria Erthal existe há cinco anos em Bento Gonçalves (RS). Agora, Daniel e Arthur querem conquistar o mercado carioca. "Estamos organizando um grande evento para outubro, a Oktoberthal. Mas já fiz alguns menores, apresentei para meus amigos atores. Todo mundo tem que se virar, não é?", conta ele, que tem no círculo de amizades nomes como Chay Suede, José Loreto e Thiago Rodrigues.

Os primos Arthur e Daniel mostram a cerveja Erthal: ator virou empresário (Reprodução/Instagram)

Erthal admite que é um grande admirador de cervejas. Mas, aos 36 anos, já não é mais tão da farra quanto costumava ser. "Eu tomo, mas só nos finais de semana. Depois que passa dos 30 o metabolismo já não é mais o mesmo, sabe como é? Fica mais difícil evitar a barriguinha (risos)", brinca ele.

Mesmo investindo no novo ramo, Daniel Erthal não desistiu da atuação. Ele está no elenco da série Amélio que Era Homem de Verdade, produção para o canal pago Prime Box Brazil. "Começamos a ensaiar ainda em agosto, para rodar em setembro. O elenco tem Thierry Figueira, Thaís Melchior... Atuar sempre vai ser meu plano A!"

E, ciente de que para voltar a ser chamado para testes em produções da Globo ele precisa mostrar serviço, Erthal também está desenvolvendo projetos próprios. "Não dá mais para ficar sentado esperando o telefone tocar. Se você quer trabalhar, tem que correr atrás, produzir. Acho que quem foge do óbvio chama a atenção."

E o ator vai fugir do óbvio em grande estilo: ele está escrevendo um monólogo de comédia. "Não é um stand up, vou fazer uma série de personagens diferentes. Divido o roteiro com o Márcio Kieling, que vai me dirigir. Eu espero até o fim do ano estar com o espetáculo na estrada, e depois fazer uma temporada no Rio", torce.

Em 2006, ainda galã da Globo, em ensaio sensual para o site da emissora (Reprodução/Paparazzo)

Mostrar que tem talento e ritmo para a comédia é uma das vontades do ator. "Na TV, eu só tive duas oportunidades de fazer humor, no Sítio do Picapau Amarelo [2006] e em Rebelde [2011]. Mas foi muito legal, na Record deu tão certo que me ofereceram um contrato de cinco anos. E eu adoro criar personagens, fazer vozes diferentes, bolar situações engraçadas. É um lugar que me faz muito bem", justifica.

Já o estigma de galã, que lhe rendeu convite para a terceira temporada da Dança dos Famosos (2006) e até um ensaio sensual no site Paparazzo, da Globo, ficou no passado. "Não me incomodava, mas acho que prende um pouco ser chamado só para fazer o galã. Eu gostaria de ser convidado para outras coisas, interpretar um vilão, por exemplo, deve ser muito legal."

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Que castigo Isabel merece no final de Espelho da Vida?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook