Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

'GOVERNO MILITAR'

Secretário de Bolsonaro, Mario Frias troca olavista por coronel na Cultura

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

O ator e secretário especial da Cultura do governo federal Mario Frias

Mario Frias em vídeo publicado no Instagram; secretário da Cultura nomeou coronal da reserva para cargo

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 28/10/2020 - 8h19

Secretário especial da Cultura do governo de Jair Bolsonaro, Mario Frias trocou um olavista por um coronel no posto de secretário Nacional de Desenvolvimento Cultural. O líder da pasta destituiu Maurício Waissman, grande apoiador de Olavo de Carvalho, do cargo para nomear Paulo Cezar de Alencar, coronel da reserva e formado em Ciências Militares.

As informações são do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. Frias também nomeou outro coronel da reserva para um cargo público na Secretaria da Cultura há pouco mais de um mês. O militar Lamartine Holanda foi colocado como chefe da Funarte no dia 14 de setembro. 

Paulo Cezar de Alencar substituiu Maurício Waissman, que se define em seus perfis nas redes sociais como "escritor, palestrante, advogado, publicitário, conservador, bolsonarista, cronista de absurdos tragicômicos cotidianos, cristão".

No Twitter, ele diz que "defender Bolsonaro e Olavo é questão de decência", mas nem os elogios o salvaram de ser dispensado pelo governo federal. 

Sucessor de Regina Duarte no cargo de secretário especial da Cultura do governo de Jair Bolsonaro, Mario Frias vem compondo uma pasta de militares. Em agosto, ele nomeou um secretário do Audiovisual sem qualquer experiência na área.

Responsável por cuidar do cinema nacional, Bruno Graça Melo Côrtes é promotor de eventos e possui um currículo completamente ligado à área de shows. Côrtes já foi gerente de relacionamento de marcas da Som Livre e atulamente é diretor executivo da Associação dos Promotores de Eventos do Rio de Janeiro. 


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?