Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ÍCONE DA TV

Rainha da TV americana e vencedora de 8 Emmys, Cloris Leachman morre aos 94 anos

Divulgação/Sony Pictures

Cloris Leachman em cena do filme O Comediante (2016)

Cloris Leachman em cena do filme O Comediante (2016); atriz morreu de causas naturais aos 94 anos

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 27/1/2021 - 19h40
Atualizado em 27/1/2021 - 20h24

Cloris Leachman, ícone da TV norte-americana e vencedora de oito prêmios Emmy, morreu na terça (26) aos 94 anos de causas naturais em sua casa em Encinitas, no Estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Segundo informações do site TMZ, a atriz estava ao lado da filha, Dinah.

Uma lenda do entretenimento norte-americano, Cloris colecionou oito estatuetas do Emmy ao longo da carreira. Também ganhou o Oscar de melhor atriz coadjuvante por seu papel em A Última Sessão de Cinema (1971).

A carreira de Cloris começou ainda em 1946, quando competiu pelo prêmio de Miss America Pageant aos 19 anos. A jovem chamou a atenção de olheiros que a convidaram para participar de Actor's Studios, uma das primeiras produções da então novata rede ABC.

Iniciante como atriz, ela colecionou diversas participações menores em séries de TV da época antes de ganhar o seu primeiro papel regular em Charlie Wild, Private Detective (1950-1952), produção com episódios de meia hora sobre um detetive particular que resolvia casos em Nova York.

Em ascensão, Cloris participou de 28 episódios como Ruth Martin na clássica Lassie (1954-1974) e fez pequenas aparições em sucessos da época como as primeiras versões de Além da Imaginação (1959-1964) e Perry Mason (1957-1966), antes de conquistar o papel que daria uma virada em sua carreira.

Foi com a personagem de Phyillis Lindstrom, da série Mary Tyler Moore (1970-1977), que Cloris chegou ao estrelato no entretenimento norte-americano e conseguiu a primeira de suas 22 indicações ao Emmy, considerado o Oscar da TV.

O sucesso foi tanto que a personagem ganhou um spin-off exibido entre 1975 e 1977 centrado em sua história após deixar o elenco de Mary Tyler Moore. Como Phyllis, a atriz recebeu cinco indicações ao Emmy, levando para casa duas estatuetas --além de um Globo de Ouro.

Após estourar nos anos 1970, Cloris tornou-se figurinha carimbada no Emmy ao longo das décadas seguintes por seus trabalhos em Promised Land (1996-1999), Malcolm (2000-2006) e Raising Hope (2010-2014).

As 22 indicações ao Emmy a colocam como a atriz com mais nomeações na história da premiação e empatada com Julia Louis-Dreyfus como as que mais venceram.

Recentemente, Cloris fez participações em séries como Garota Conhece o Mundo (2010-2014), American Gods e no revival de Mad About You. Ela ainda atuou em dois filmes inéditos no cinema e na TV: High Holiday e Not to Forget.


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.