Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

DADDY KALL

Produtor acusa Latino de se apropriar de hit de Avenida Brasil: 'Me prejudicou'

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Daddy Kall em entrevista para o programa Sem Frescura, da Rede Rio TV, em 16 de junho de 2020

Daddy Kall em entrevista para o programa Sem Frescura, da Rede Rio TV; produtor é ex-parceiro de Latino

REDAÇÃO

Publicado em 16/6/2020 - 19h18

O produtor Daddy Kall, de 43 anos, acusou Latino, de 47, de se apropriar da música Dança Kuduro, tema de Avenida Brasil (2012), na Globo. Nove anos após o lançamento do hit, o ex-integrante do You Can Dance declarou que tem mágoa do ex-parceiro que omitiu sua coautoria no auge do sucesso. "Estava me prejudicando", disse em entrevista para o programa Sem Frescura, da Rede Rio TV.

Em conversa com a apresentadora Fernanda Piacentini, o produtor mostrou mágoa de Latino, com quem trabalhou em duas composições: Amigo Fura-Olho, em 2008, e Dança Kuduro, em 2011. O vídeo foi publicado no canal do YouTube da atração nesta terça-feira (16).

Kall detalhou que descobriu o gênero angolano durante uma viagem a Miami, nos Estados Unidos. Lá, ouviu a versão original, Danza Kuduro, dos cantores Don Omar e Lucenzo. Ao apostar na canção, foi atrás da autorização para regravação e levou a composição até Latino para uma parceria.

Em seu desabafo, o artista disse que apresentou a letra ao dono de Festa no Apê. O trabalho a dois deu certo e, ao lançarem a música, viram a produção entrar nas paradas até chegar a ser escolhida como abertura de novela da Globo. No entanto, durante a trajetória da parceria, Kall se sentiu desprestigiado.

"Começou um papo estranho do Latino, de ele querer dizer que a música era dele. Só que a gente é muito amigo, quando você é amigo de infância e morou na casa do outro. Sabe? Então, falei: 'Deixa ele, tá curtindo'. Só que eu comecei a entender que o curtindo dele estava me prejudicando", declarou.

"Precisava de ele falar que 'essa música é do Kall', 'estou cantando a música do meu brother', 'obrigado'. Ele nunca apareceu na televisão para falar 'obrigado por ter me chamado para cantar essa música'. Nunca fez isso. Um cara que me conhece desde criancinha, desde quando o You Can Dance começou, não pode fazer isso. Tem que levantar o outro, tem que ser parceiro", ressaltou.

Daddy Kall e Latino juntos  no clipe de Dança Kuduro

Para Kall, Latino deixou o público entender que a produção era de sua autoria ao omiti-lo em diversos momentos, durante entrevistas e apresentações em programas de televisão. "Achei que ele se empolgou. Tipo assim: 'Cara, as pessoas estão achando que a canção é minha, vou ficar quieto'. Só que o ficar quieto, para mim, já está errado', desabafou.

Sentindo-se prejudicado, o produtor  conversou com o cantor em diversas reuniões intermediadas por assessores e empresários de ambos. "A gente falava: 'Latino, você precisa focar aqui que a música é do Kall, separar as coisas, porque pode me atrapalhar'", relembrou.

"Só que ele é um cara impetuoso. Dá na cabeça dele, ele vai e [fala], se empolga. Eu senti que ao longo do tempo, ele começou a não falar mais que era dele, mas também não falava mais nada", lamentou.

"Você acha que ele se apropriou [da música]?", questionou Fernanda, apresentadora do Sem Frescura. "Qualquer pessoa do show business que conhece o Latino diria: 'Eu não acho, ele se apropriou da música'. Só que não é isso. Somos dois amigos. Isso não poderia acontecer pela amizade, não pelo comercial", enfatizou.

O ex-You Can Dance relatou que a amizade entre os dois ficou abalada após esse episódio. "Por causa disso eu me afastei. Não que eu o odeie ou que eu tenha raiva dele. Não tenho raiva de ninguém", disse.

Kuduro em Avenida Brasil

Daddy Kall também desabafou sobre o fato de sua voz não ter sido aproveitada na gravação de Dança Kuduro para a abertura de Avenida Brasil, na Globo. Segundo ele, a emissora o procurou e pediu uma versão do hit sem a voz de Latino.

"Chegou na segunda-feira [quando a novela estreou], entrou uma outra voz na abertura. Achei aquilo muito esquisito e estranho. Até hoje não entendi o que aconteceu. A Globo botou outros caras [Robson Moura e Lino Kriss]. Uma coisa que eu nunca falei que aconteceu. Tenho e-mails tratados e combinados", relembrou.

Kall acabou aceitando a versão de Dança Kuduro na Globo e viu sua criação virar febre nacional no horário nobre, o que aumentou seu pesar sobre o comportamento do ex-parceiro. "Só lamento que a música explodiu tanto e ao longo desses anos eu não ouvi um 'obrigado'", disse.

O artista admitiu que Latino o procurou recentemente. Os dois conversaram, mas, segundo ele, algo se perdeu na amizade. "Ele nunca me ligou falando: 'Produz uma música para mim'. Cara, botei duas músicas cantando com ele em primeiro lugar e nunca meu telefone tocou", confidenciou.

"Parece que ele olha para mim como assim: 'Ah, deixa o Kall no lugar dele'. Eu aceito. Beleza. Me deixa no meu lugar, vou voar", avisou o produtor.

Ao Notícias da TV, Latino comentou as declarações do ex-parceiro musical e negou que tenha se apossado da canção. "Não me apropriei de nada. Normal que cada um cante em seus shows. Cantamos juntos no meu DVD, com autorização da gravadora, inclusive", declarou.

"Essa música é uma versão a partir da original gravada pelo Lucenzo e eu fiz uma participação. Cantamos juntos durante a divulgação e até hoje canto nos meus shows", finalizou.

Confira a entrevista de Daddy Kall no Sem Frescura:

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?

Muito bom, tem todo o conteúdo que os fãs da Disney amam.
19.71%
O catálogo é bom, mas há falhas e problemas no aplicativo.
8.46%
Não gostei, o conteúdo não me interessou.
17.51%
Não assinei, achei o preço muito alto.
54.32%