Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

EMPRESA DE MMA

Procura-se viúva: Bruno Gagliasso luta para encerrar sociedade na Justiça

DIVULGAÇÃO/INSTAGRAM

O ator Bruno Gagliasso está sentado, com as costas da mão apoiada em seu rosto; ele aparenta estar cansado

Bruno Gagliasso tenta dissolver na Justiça sociedade criada em 2016 para empresa de MMA

EDUARDO F. FILHO e LI LACERDA

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 5/6/2021 - 7h20

O ator Bruno Gagliasso, juntamente com seu sogro, o arquiteto Roberto Baldacconi, e com o personal trainer das estrelas Chico Salgado, trava uma luta na Justiça pelo rompimento da sociedade que formou com o empresário Igor Morgado, morto em junho de 2018. Os quatros são sócios e proprietários da empresa de MMA Fight 2 Night. O problema é que a viúva de Morgado não dá mais as caras.

Quando foi constituída, em 2016, a empresa foi dividida pelo quarteto em cotas de participação. Igor Morgado era o sócio majoritário, com 49% da empresa, enquanto Bruno Gagliasso tinha 36% de participação. Roberto Baldacconi, pai da apresentadora Giovanna Ewbank, ficou com 12% e Chico Salgado, responsável pelos corpos magníficos de Bruna Marquezine e Grazi Massafera, com cerca de 2% de participação na empresa.

Segundo a ação, obtida com exclusividade pelo Notícias da TV, os problemas do quarteto começaram em 2018. Na época, a distribuição dos lucros e rendimentos da empresa de MMA (F2N) não teriam ocorrido da maneira acertada entre os sócios.

Gagliasso, seu sogro e Chico Salgado teriam tentado conversar com Morgado para poder ajustar os termos de sua saída, mas ele teria se negado a dissolver a sociedade.

O caso ganhou uma reviravolta em junho de 2018, com a morte de Igor. O empresário deixou sua mulher, Thais Pozzetti Miranda, como inventariante e responsável pelas ações na firma. Conforme o acordo firmado entre os quatro, a morte de um dos sócios "não resulta na dissolução da sociedade, que continuará suas atividades com os herdeiros, exceto se houver acordo para liquidá-la".

Desde 2018, Bruno, Roberto e Chico tentam contatar Thais nos endereços disponibilizados por ela na Justiça para firmar a dissolução da sociedade, mas a viúva não atende ligações, não responde mensagens e não recebe o oficial de Justiça. A citação nunca foi entregue em mãos, o que impossibilita a continuidade do caso.

"Já faz mais de quatro anos que o Bruno não quer mais fazer parte dessa sociedade. A viúva, detentora dos direitos do Igor, falava que tinha interesse de dissolver a parceria, mas não conseguimos mais contato com ela. Estamos fazendo de tudo para tirar o Bruno disso", afirma o advogado de Gagliasso, Ricardo Brajtman, à reportagem.

Na ação, o artista pede que o juiz determine o recebimento da citação por Thais Pozzetti e que o magistrado julgue procedente o pedido para decretar a dissolução parcial da sociedade Fight 2 Night.

Bruno Gagliasso encaminhou uma nota ao Notícias da TV, por meio de sua assessoria, na qual diz que continua sendo fã de MMA: "Após o falecimento do seu sócio, que foi quem levou Bruno a entrar no negócio, o ator pediu sua exclusão da aludida sociedade e não faz mais parte da administração e negociações diretas da empresa".

Chico Salgado afirmou ter sido pego de surpresa com a ligação da reportagem e que iria se familiarizar com o caso antes de se pronunciar. Porém, até a conclusão deste texto, o personal trainer não retornou mais os contatos. 

Início de um sonho

Em 2016, quando a empresa Fight 2 Night, foi idealizada, Bruno Gagliasso fez uma grande coletiva de imprensa sobre o novo empreendimento. Ele reuniu representantes da empresa em um restaurante renomado na zona sul do Rio de Janeiro para o lançamento oficial de seu novo empreendimento.

Na época, o ator estrelava a novela das seis Sol Nascente, e aproveitou a ocasião para apresentar sua equipe e seus sócios, posando para fotos ao lado de Chico e Roberto.

"É a realização de um sonho. O projeto nasceu de uma paixão antiga minha pelo MMA. Quem me conhece sabe que eu sempre pratiquei jiu-jítsu, muay thai e boxe. Quando o MMA entrou na minha vida, veio para ficar. É o esporte que eu gosto, amo e quero levá-lo para o resto da minha vida", disse o ator na época.

Giovanna Ewbank, mulher do ator, também estava presente na ocasião para prestigiar o pai e o marido. Além dela, a arquibancada estava cheia de famosos, como as modelos Renata Molinaro e Carol Guarnieri, e a lutadora Jéssica "Bate-Estaca" Andrade, além de dezenas de lutadores que fariam parte do projeto.


Leia também

Web Stories

+
Bárbara, Kelvin e Medina: Atletas brasileiros se envolvem em tretas nas OlimpíadasAna ou Manuela? Saiba quem fica com Rodrigo no final de A Vida da GenteComo Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguirTraição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acaloradaFim de casamento e cirurgia perigosa: Como estão os vencedores do Power Couple Brasil

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?