NOS EUA

Preso por estupro, ex-poderoso Harvey Weinstein testa positivo para coronavírus

AP PHOTO/CHRIS PIZZELLO

O ex-produtor de Hollywood e condenado à prisão por estupro Harvey Weinstein em evento de sua empresa Weinstein Company

Harvey Weinstein em evento de sua empresa Weinstein Company; condenado por estupro está com coronavírus

REDAÇÃO - Publicado em 23/03/2020, às 10h06

Condenado e preso por agressão sexual e estupro, o ex-poderoso de Hollywood Harvey Weinstein, de 67 anos, testou positivo para o coronavírus (Covid-19). O ex-produtor de cinema está em uma prisão de segurança máxima em Nova York, nos Estados Unidos, desde 11 de março, quando foi sentenciado a 23 anos anos de detenção. No local, outro preso também está infectado.

De acordo com a BBC e o site TMZ, veículos da imprensa norte-americana, Weinstein está na Wende Correctional Facility e foi isolado de outros presos. Vários guardas estão com suspeita de infecção e foram colocados em quarentena. As informações foram divulgadas por Michael Powers, presidente da Associação Benevolente de Agentes de Segurança Prisional de Nova York. 

Antes de ser diagnosticado no atual presídio, Weinstein passou um período na prisão de Rikers Island e em um hospital de Manhattan, onde recebeu tratamento por dores no peito. Ambos os locais são localizados na capital nova-iorquina.

As prisões lotadas dos Estados Unidos são potenciais focos de contágios do coronavírus. Na semana passada, carcereiros da Rikers e da penitenciária Sing Sing, também de Nova York, apresentaram resultado positivo para o novo vírus, de acordo com a imprensa local.

Outras celebridades norte-americanas que já confirmaram publicamente o  diagnóstico de Covid-19 foram Tom Hanks, sua mulher Rita Wilson, Idris Eba (Luther), Kristofer Hivju (Game of Thrones), e Daniel Dae Kim (Hawaii Five-0).

Condenação de Harvey Weinstein

Conhecido como o "todo-poderoso de Hollywood", Harvey Weinstein foi condenado à prisão por praticar sexo oral forçado na ex-assistente de produção Mimi Haleyi, em julho de 2006; e também foi declarado culpado por estupro em terceiro grau da ex-atriz Jessica Mann, cometido em março de 2013. 

A sentença foi dada na corte penal estadual de Manhattan em 11 de março deste ano. O produtor de filmes como Pulp Fiction (1995) e Shakespeare Apaixonado (1999) foi alvo do movimento contra assédio e agressão sexual intitulado Me Too, que mobilizou várias celebridades de Hollywood.


Saiba tudo que vai acontecer nos próximos capítulos das novelas no podcast Noveleiros

Listen to "#7: Final de Éramos Seis e futuro de Amor de Mãe: Saiba tudo que vai rolar!" on Spreaker.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook