Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PIRAÇÃO

Paranoicos na quarentena, Emilio Dantas e Fabiula Nascimento veem ET no Rio

Divulgação/TV Globo

Os atores Fabiula Nascimento e Emilio Dantas frente a frente, separados por um plástico, em cena de Amor e Sorte

Os atores Fabiula Nascimento e Emilio Dantas durante as gravações de Amor & Sorte, que estreia dia 8 na Globo

REDAÇÃO

Publicado em 6/9/2020 - 8h30

Isolados na casa em que vivem na zona oeste do Rio de Janeiro, Emilio Dantas e Fabiula Nascimento não estão tendo contato com outros seres humanos. Mas já tiveram momentos em que desconfiaram de que seres extraterrestres estavam por perto. A atriz diz que eles viram luzes na paisagem da cidade e acharam que seriam sinais de ETs.

"Passamos por diversos momentos. Até pensar que tinha extraterrestre na Pedra da Gávea. A gente via luzes às 3h30 na montanha, imaginava que eles estavam chegando e corria para pesquisar sobre isso. Eu ligava para um amigo que gosta de E.T. Tivemos muito tempo para passar por todos os lugares: tristeza, loucura, choro, gargalhadas...", relatou Fabiula em entrevista ao jornal Extra.

Segundo ela, os primeiros meses foram muito "paranoicos" para o casal, com a mudança repentina na rotina, o medo em relação à doença e muitas notícias ruins e preocupantes. "Chega uma hora que você gargalha e pensa: 'Não é possível, é um filme ruim que estamos vendo'", disse ela.

Mas agora os dois já se sentem mais acostumados ao novo estilo de vida e têm se dedicado às suas atividades em casa, como assistir séries, jogar videogame, cuidar da horta e dos três cachorros que têm.

Em agosto, Fabiula e Dantas também se dedicaram às gravações de Amor e Sorte, série que estreia na Globo nesta terça (8). Os dois fizeram o terceiro episódio, totalmente gravado na casa deles. No início, o ator ficou receoso ao ter de abrir sua casa para o público, mas a atriz não se preocupou com isso.

"Nosso lar é nosso templo, tanto quanto o nosso corpo. Mas sabe que foi uma das coisas que eu menos pensei? Levar um respiro para as pessoas hoje é muito mais importante do que proteger a casa. Contar uma história, uma novidade, entregar um pouco da gente para o público é bonito. E mesmo optando por uma escolha de vida mais na nossa, é legal levar uma coisa genuína nesse momento de incertezas", contou.

Na história, os dois interpretam um casal que estava prestes a se separar, mas a pandemia chegou e os obrigou a ficarem confinados no mesmo ambiente, com o agravante de que ela ficou doente. Eles têm de reaprender a conviver, em meio a muitas tensões.

Para Fabiula, no entanto, a oportunidade de trabalhar neste momento foi importante para liberar as preocupações e poder proporcionar sentimentos melhores, tanto a ela e ao marido quanto ao público.

"A série chegou como um 'que bom, vamos dar uma reviravolta nos nossos dias'. É uma novidade dentro da nossa área, a gente desempenhando outras funções, retomando o contato artístico, que vai demorar para voltar, principalmente, o presencial. É um respiro. Estar trabalhando nesse momento é histórico. Foi um presente em meio ao caos", afirmou.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?