EFEITOS DA PANDEMIA

Marina Ruy Barbosa desabafa sobre ansiedade na quarentena: 'Acordo mal'

MARCELO SÁ BARRETO/AGNEWS

Marina Ruy Barbosa em evento na Estação Júlio Prestes, em São Paulo, em dezembro de 2019

Marina Ruy Barbosa em evento na Estação Júlio Prestes, em São Paulo; atriz com ansiedade na quarentena

REDAÇÃO - Publicado em 09/07/2020, às 23h04

Depois de chorar de agonia na madrugada, Marina Ruy Barbosa desabafou sobre suas crises de ansiedade na quarentena. Anteriormente, a atriz se mostrou preocupada com a situação do coronavírus. "Tem dias que eu acordo mal, acordo ansiosa, me sentindo impotente", declarou nesta quinta-feira (9).

Marina participou de uma transmissão ao vivo com o ator Fabio Assunção no Instagram. O encontro serviu para a dupla relembrar algumas curiosidades de Totalmente Demais, atualmente em reprise na Globo.

No entanto, durante o bate-papo, a intérprete de Eliza relatou os efeitos da pandemia em seu psicológico. "Eu sou uma pessoa ansiosa. Não gosto de ficar parada, estou sempre procurando alguma coisa para fazer", disse.

"Nas duas primeiras semanas [da quarentena], eu estava tentando. Achei que [a pandemia] ia durar um pouco menos do que está durando. Achei que as coisas iam melhorar", confessou.

A atriz, que no início da pandemia estava em Los Angeles, nos Estados Unidos, passou a manter-se ocupada no isolamento. "Eu estava fazendo lives para conversar com o pessoal. Depois, todo mundo começou a fazer lives. Achei que os assuntos estavam repetitivos e não estava vendo sentido. Fui começando a desanimar."

Além disso, por causa do coronavírus, Marina precisou deixar os Estados Unidos e voltar para o Brasil. Ela relembrou que tomar a decisão de dizer "não" para a Globo e ir para outro país foi um importante passo pessoal e profissional.

"Eu me sentia na responsabilidade de ter que fazer as coisas, porque se os autores e os diretores estão acreditando no meu potencial e estão me dando essa oportunidade, eu tenho que fazer por merecer, tenho que corresponder à expectativa, tenho que ser grata", analisou.

"Só que ao mesmo tempo, quando a gente começa a emendar uma coisa atrás da outra, você para também de estar ali mergulhado dentro daquilo e vira quase um processo de fábrica. Ainda mais no meu caso, que comecei com nove anos", considerou a artista.

Marina explicou que ter feito várias produções sequencialmente a fez ficar perdida. "É difícil também de conseguir organizar. 'Espera, quem eu sou? O que eu quero? Do que eu gosto?'", exemplificou.

Pandemia fez Marina mudar de planos

Diante desses questionamentos, a artista decidiu parar de trabalhar para estudar. Ainda assimilando uma nova vida como anônima nos Estados Unidos, se viu diante de surto mundial que a fez mudar todos os seus planos.

"Tem sido um processo muito construtivo para mim. Aí, começou a pandemia e tive que voltar de Los Angeles. Continuei fazendo minhas aulas de inglês por Facetime. E, assim, tem dias que eu acordo mal, ansiosa, me sentindo impotente", confessou.

"Mas tem sido um momento em que eu tenho buscado propósitos. Propósitos comigo mesma e com o mundo. Tem sido um processo de muito crescimento pessoal, em que estou me escutando e entendendo mais como mulher, cidadã, atriz e profissional", considerou.

Ao amigo Fabio Assunção, a ruiva reconheceu que ainda luta contra os efeitos da pandemia. "Parece que silenciei tudo o que estava ao meu redor. Todas as informações e cobranças. Estou podendo ser mais gentil comigo mesma. Mas é isso: dias bons e dias tristes. É difícil lidar com essas situações. Tudo do jeito que está é muito pesado", finalizou.

Confira transmissão ao vivo de Marina Ruy Barbosa e Fabio Assunção:

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Marina Ruy Barbosa (@marinaruybarbosa) em

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?
Sinta-se em Casa, com Marcelo Adnet sempre criativo e afiado
10.15%
Diário de um Confinado, com retrato fiel do isolamento social
17.34%
Cada um no seu Quadrado, com suas dinâmicas divertidas
2.39%
Prefiro as reprises das novelas mesmo
70.12%

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook