Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

RELATOS FORTES

Justin Bieber é acusado de estupro e abuso sexual por duas mulheres nas redes sociais

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

O cantor Justin Bieber no clipe musical Habitual, publicado no YouTube

Justin Bieber no clipe Habitual; cantor virou assunto nas redes sociais após exposição de suposto estupro

REDAÇÃO

Publicado em 21/6/2020 - 15h42

Justin Bieber está sendo acusado de estupro e abuso sexual por duas mulheres, que compartilharam relatos fortes nas redes sociais na madrugada deste domingo (21). As agressões teriam sido cometidas pelo cantor canadense em 2014 e 2015. O marido da modelo Hailey Baldwin ainda não se pronunciou sobre os supostos crimes.

No Twitter, uma usuária identificada apenas como Danielle publicou prints de um texto escrito no bloco de notas do celular. Nele, ela diz que se sentiu encorajada em "expor" o que aconteceu com ela após ler o relato da mulher que acusa o astro do filme A Culpa É Das Estrelas (2014), Ansel Elgort, do mesmo crime.

"Estou publicando isso anonimamente pois ainda não estou pronta para me expor publicamente. Se ele chegar a ler isso, vai saber quem eu sou. Eu sei que você lembra de mim, espero que sua vida se torne um inferno e que você se afogue em culpa", começa a denunciante. 

A suposta vítima descreve que conheceu Bieber durante um evento promovido por Scooter Braun, produtor musical dele, no dia 9 de março de 2014, no Texas, nos Estados Unidos. "Um homem então se aproximou de mim e de minhas amigas e nos perguntou se gostaríamos de conhecer o Justin depois do show. É claro que dissemos que sim", explica. 

Em seguida, ela conta que, após conversar por alguns minutos com o cantor, foi convidada a ir ao hotel no qual ele estava hospedado, apesar de ele estar namorando com Selena Gomez na época. "Chegando lá, ele me levou para um quarto. Justin me fez concordar em não dizer nada a ninguém, ou eu poderia ter sérios problemas legais", afirma.

Ela conta que o cantor começou a beijá-la, que ela retribuiu, mas que depois ele a jogou na cama, desabotou a calça, puxou sua roupa íntima e começou a avançar sexualmente. "Falei para ele que era melhor a gente parar e, eu precisava encontrar minha amigas. E que me sentia culpada por Selena. Ele disse que estava tudo bem", relata a mulher.

"Eu estava muito desconfortável, mas era tarde demais. Ele se forçou dentro de mim. Não quero entrar em detalhes sobre o que aconteceu depois. Isso foi seis anos atrás, eu era um ano mais velha que ele (ele tinha 20 e eu 21). Eu fui abusada sexualmente sem consentimento", constata. 

Confira o relato: 

Ela afirma que somente no ano passado conseguiu falar sobre o caso para amigos mais próximos e familiares. "É difícil, mas finalmente consigo contar minha história. Se você alguma vez foi vítima de abuso sexual, eu acredito em você. Você e sua história importam", finalizou. 

Após a publicação do relato, outra suposta vítima, Kadi, publicou um texto defendendo Danielle. "Eu acredito nela porque também sou uma vítima de estupro de Justin", declarou a jovem, que também compartilhou um relato escrito em um bloco de notas. 

"No dia 4 de maio de 2015, fui conhecer e, possivelmente, tirar uma foto com Justin, como qualquer outra fã dele faz quando ele está em Nova York. Encontrei Mikey (guarda-costas de Bieber) fora do hotel. Ele me achou atraente e me deu o número de telefone dele. Mais tarde, fui convidada por Mikey Arana ao hotel de Bieber, onde havia cinco garotas, inclusive eu", conta.

Segundo Kadi, ela se deu bem com Bieber depois que eles começaram a conversar em francês, e ela foi convidada ao quarto dele, onde ele trancou a porta em determinado momento. Minutos depois, ele teria passado a mão em seu corpo. 

"Ele começou a me beijar, tocando meu corpo e me acariciando. Pedi que ele parasse e continuei dizendo que não posso fazer sexo com ninguém antes do casamento (coisas da cultural tradicional). Bieber começou a me empurrar para a cama e ter seu corpo contra o meu. Ele me prendeu, puxou minha roupa para baixo e sua bermuda e me penetrou", conta ela, que não o deixou "terminar" a agreessão.

"Eu empurrei ele e o chutei no meio das pernas e corri para fora do quarto. Eu contei para minha irmã o que aconteceu, e ela pediu que eu não falasse nada porque isso arruinaria a honra da minha família e eu nunca me casaria", desabafa. 

Em outro tuíte, Kadi diz que não se pronunciou para que acreditassem nela, mas para que as pessoas tentassem acreditar em Daniele, de que Justin Bieber é capaz de cometer um crime sexual. 

Veja: 

Apesar de seu nome ter virado um dos assuntos mais comentados do Twitter, Justin Bieber ainda não se pronunciou sobre as acusações nas redes sociais. Um print de uma suposta conversa de Allison Kaye, empresária do cantor, no Instagram viralizou na internet. No bate-papo, a funcionária do astro teria defendido ele de qualquer acusação. 

"Após o evento em 9 de março [de 2014], Justin ficou no Airbnb, onde eu também estava hospedada. Qualquer reserva de hotel que ele tivesse em Austin não começou até a noite seguinte, e ele estava no Westin, não no Four Seasons", teria escrito a empresária, em referência ao relato de Daniele. 

TUDO SOBRE

Justin Bieber

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?