Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

BOLSONARISTA

Irmão de Bruno Gagliasso, Thiago é condenado por divulgar fake news

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Thiago Gagliasso posa para a foto usando uma camisa verde

Thiago Gagliasso foi condenado por divulgar fake news: ator vai pagar R$ 10 mil de indenização

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 3/7/2022 - 12h22

Irmão do ator Bruno Gagliasso, o também ator e agora influencer Thiago Gagliasso foi condenado pela Justiça por divulgar fake news. O ex-participante de A Fazenda terá que pagar R$ 10 mil a Adriana Santana de Araújo Rodrigues, mãe de um dos jovens na chacina do Jacarezinho, em maio do ano passado. Ela processou bolsonarista depois que ele publicou em suas redes sociais fotos de uma mulher segurando um fuzil afirmando ser a mãe de Marlon Santana de Araújo, uma das vítimas.

A informação é do colunista Ancelmo Gois, de O Globo. Apesar da condenação do ator, o advogado de Adriana reclamou da pena. "É praticamente um estímulo para continuar mentindo", disse João Tancredo, que considerou o valor irrisório. Na época, a própria polícia desmentiu que fosse ela nas imagens.

De acordo com o advogado João Tancredo, Thiago Gagliasso é o sétimo bolsonarista condenado pelo mesmo crime: ex-senador Magno Malta; os deputados federais Capitão Alberto Neto (PL-AM) e Luis Miranda (Republicanos-DF); e os deputados estaduais Filippe Poubel (PL-RJ), Gil Diniz (PL–SP) e Delegada Sheila (PL-MG) também foram obrigados pela Justiça a indenizar Adriana pela divulgação do vídeo com as falsas fotos.

O blogueiro Allan dos Santos também foi processado, mas não foi julgado ainda porque estava foragido.


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.