Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

TRAGÉDIA FAMILIAR

Irmã de Rafael Miguel desabafa após prisão de Paulo Cupertino: 'Não sinto alívio'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Montagem com Camilla Miguel e Rafael Miguel (1996-2019)

Camilla e Rafael Miguel (1996-2019); irmã do ator desabafou após prisão de Paulo Cupertino

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 16/5/2022 - 22h05

Irmã de Rafael Miguel (1996-2019), Camilla fez um desabafo após a prisão de Paulo Cupertino, acusado de matar o ator e os pais dela. Nesta segunda-feira (16), a influenciadora digital explicou a sua reação ao descobrir a captura do empresário: "Não sinto alívio".

"Estou sendo inundada de mensagens por aqui de muitos que, há muito tempo, se revoltam pela situação que destruiu nossa família, destruiu nossos laços, segurança e confiança. Uma destruição para muito além da morte em si. Quero agradecer as mensagens principalmente por carregarem entusiasmo e alívio, e tentarem, pelo menos um pouco, transmitir isso para mim, porque não sinto isso. Não sinto alívio, alegria, nada", detalhou Camilla.

Em uma sequência de publicações nos Stories do Instagram, a irmã do intérprete de Paçoca em Chiquititas (2013) prosseguiu com o posicionamento: "Justiça está longe de ser feita, e mal sei o que vai acontecer daqui para frente. Não crio expectativas porque passei quase três anos me frustrando e tendo quase nenhuma notícia de nada. Um vazio de sentimentos que não pende para nenhum lado. No máximo, sinto a eterna ansiedade e taquicardia de revisitar memórias e ver imagens que não gosto de ver".

"Estou em um dia bom, seguindo a estratégia que eu, junto do meu marido, me propus a seguir. Muita coisa já foi destruída com isso. O que me resta, eu vou fortalecer ao máximo. Não quero ficar pensando nos outros, ainda mais quando o outro é ruim, destruidor, e não tem nenhuma ligação comigo. Quero proteger e levar a minha família longe, deixar ela viver sem definir quem somos e quem seremos pela crueldade do outro, e sim pelo legado que meus pais e meu irmão deixaram pelos anos que convivemos juntos. É o que julgo que merecemos, seguir, sermos felizes e ficarmos em segurança", reforçou.

Cupertino foi preso nesta segunda após ficar quase três anos foragido, desde o dia do crime. Na chegada ao prédio do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), o empresário afirmou que é inocente das acusações: "Não matei ninguém".

Rafael Miguel foi assassinado em 9 de junho de 2019, juntamente com os pais, João Alcisio Miguel e Mirian Selma Miguel. Segundo o Ministério Público, Cupertino cometeu os crimes porque não aprovava o namoro da filha Isabela Tibcherani com o ator. O empresário é acusado de triplo homicídio duplamente qualificado.


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.