Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PAULO CUPERTINO

Com identidade falsa, acusado de matar Rafael Miguel cuidava de gado em MS

Reprodução/Polícia Civil e Instagram

Paulo Cupertino em foto divulgada pela Polícia Civil; Rafael Miguel de óculos e boné

Paulo Cupertino está sendo procurado desde o assassinato de Rafael Miguel, em junho de 2019

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 10/11/2020 - 10h01

A Polícia Civil de São Paulo descobriu que Paulo Cupertino Matias, acusado de matar Rafael Miguel (1996-2019) e seus pais, estava escondido em um sítio na cidade de Eldorado, no Mato Grosso do Sul. O foragido da Justiça usou uma identidade falsa para arrumar emprego como cuidador de gados do dono da propriedade.

O pai de Isabela Tibcherani, namorada de Rafael, teria ficado no local entre oito e 15 meses usando o nome Manoel Machado da Silva. Como disfarce, ele usava barba branca e comprida e um boné. No dia 27 de outubro, ele fugiu novamente e seu paradeiro ainda não foi descoberto.

As autoridades foram até a cidade sul-mato-grossense e conseguiram fotos que mostram a fisionomia mais recente do criminoso, segundo informações do site G1.

Desde que fugiu da capital paulista, em junho de 2019, Cupertino passou por pelo menos sete cidades de três estados usando a identidade falsa para despistar os policiais.

Notícia falsa

Em 28 de outubro, a Globo errou ao noticiar a prisão de Paulo Cupertino no SP1. Segundo César Tralli, a informação foi passada pelo delegado-geral de São Paulo, Ruy Ferraz Fontes.

O comissário, no entanto, revelou depois que a Polícia Militar do Paraná, onde a captura teria ocorrido, tinha se confundido e que o homem continua foragido. A falha na comunicação deixou a emissora em uma saia justa.

"Estou recebendo informação do delegado-geral de polícia de São Paulo, Ruy Ferraz Fontes, dizendo que a Polícia Militar ainda não apresentou o preso para a Polícia Civil do Paraná, dizendo que a polícia pode ter confundido identidades. Atenção", se corrigiu Tralli, que encerrou o telejornal logo na sequência.

A BandNews TV também apurou a mesma informação com a polícia e informou na programação da TV e em seu site, antes mesmo da Globo.

Crime

O ator Rafael Miguel foi assassinado a tiros na tarde do dia 10 de junho de 2019, aos 22 anos de idade, no bairro Pedreira, zona sul de São Paulo. O ex-funcionário do SBT foi morto juntamente com seus pais, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Mirian Selma Miguel, 50, pelo sogro dele, Paulo Cupertino Matias, segundo a polícia.

Rafael havia ido à casa de Isabela para conversar sobre o namoro com os pais dela. A família Miguel foi baleada no portão. O crime teria sido motivado por ciúme, já que o criminoso não aceitava o relacionamento da filha.

A jovem e a mãe dela, Vanessa Tibcherani de Camargo, presenciaram o crime. Paulo Cupertino fugiu do local após atirar e recebeu a ajuda de dois amigos para se esconder da polícia. Ele entrou na lista dos criminosos mais procurados pela polícia no Estado de São Paulo. 


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você acompanhará após o fim do BBB21?