CAMILLA CAMARGO

Filha de Zezé Di Camargo encara colete à prova de balas e dia na favela para trabalhar

DIVULGAÇÃO/R+R

Camilla Camargo com roupa branca em foto de estúdio

Camilla Camargo, filha de Zezé Di Camargo, interpretará repórter policial no filme Intervenção

REDAÇÃO - Publicado em 31/05/2020, às 06h30

Camilla Camargo, 34 anos, filha de Zezé Di Camargo, volta aos cinemas em setembro. Se a pandemia permitir, o filme Intervenção, de Caio Cobra, estreará para o grande público, e ela poderá se ver na telona ao lado de Marcos Palmeira, Bianca Comparato, Zezé Motta e Babu Santana. No longa, ela vive Luiza Bastos, uma repórter policial corajosa. Para dar vida à personagem, precisou encarar colete à prova de balas e um dia em uma favela.

Intervenção é do mesmo roteirista de Tropa de Elite, o ex-policial militar Rodrigo Pimentel. A produção protagonizada por Palmeira e Bianca revela os bastidores das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) no Rio de Janeiro.

Na pele da jornalista Luiza, Camilla não somente precisou acompanhar o dia a dia das unidades de polícia como teve que ver de perto as ações delas dentro das comunidades. "A preparação da personagem contou com muita observação para ver a diferença de uma repórter de rua com a de estúdio, também dentro do tema abordado, que são as que cobrem matérias em lugares perigosos", aponta.

"Tive a oportunidade de conhecer e gravar na Tavares Bastos, uma favela pacificada no Rio de Janeiro, onde você conseguia andar tranquilamente, e onde se encontra o Bope [Batalhão de Operações Policiais Especiais], que também visitei", acrescenta.

A filha de Zezé Di Camargo e Zilu Godoi cresceu diante do público e na mira dos jornalistas por causa da família. Dessa experiência, absorveu o respeito pela imprensa. "Acredito que a empatia pelo trabalho sempre esteve presente. Especificamente sobre esse trabalho, dar vida à Luiza e mostrar a realidade dos repórteres que cobrem a violência nas comunidades foi um desafio", analisa.

Camilla Camargo em cena como Luiza em Intervenção

"O trabalho na rua não é fácil. Repórteres vão para lugares e muitas vezes não sabem exatamente o que vão encontrar: se é realmente pacificado, com qual situação vão lidar. Imagina saber que vai ter de colocar um colete à prova de balas para trabalhar? Só me fez admirar mais. Todas as profissões têm que ser amadas, mas essa exige uma coragem extra", aplaude Camilla.

Intervenção mantém setembro como mês de lançamento nos cinemas apesar da quarentena do coronavírus. "Acredito que será um filme que fará com que as pessoas reflitam, e acho essa reflexão muito importante, ainda mais nos tempos de hoje. Estou feliz e torcendo para que ele estreie como está planejado, mas, logicamente, apenas se já estiver tudo seguro", pondera.

Em julho de 2019, Camilla deu à luz Joaquim, seu primeiro filho com o diretor de TV Leonardo Lessa. Quando o isolamento por causa da Covid-19 começou, ela estava se preparando para voltar a trabalhar.

"Eu estava saindo do puerpério, fazendo testes e com um projeto encaminhado para a televisão. Mas, como seria gravado, tudo foi corretamente suspenso. Com a pandemia, não sabemos quando tudo voltará ao normal", finaliza.

Confira teaser do filme Intervenção:

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook