Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ISABELA CROCIOLLI

Ex de Caíque Aguiar assume ser bissexual após superar medo do preconceito

DIVULGAÇÃO

Isabela Crociolli em ensaio sensual de lingerie

Isabela Crociolli em ensaio sensual de lingerie; ex-namorada de Caíque Aguiar assumiu bissexualidade

REDAÇÃO

Publicado em 16/7/2020 - 22h24

A modelo Isabela Crociolli, 26 anos, ex-namorada do ator Caíque Aguiar, assumiu ser bissexual após superar o medo do preconceito. A modelo revelou que tinha medo de falar sobre sua sexualidade por ter visto o preconceito de perto. Sua irmã, Giulianne Crociolli, 34, é homossexual. "Sei o quanto ela sofreu ao falar disso publicamente", disse.

Em 2019, o nome de Isabela surgiu na mídia após envolvimento com o ex-participante de A Fazenda 10, da Record. Na ocasião, o filho de Carlinhos Aguiar tinha terminado o namoro com Fernanda Lacerda há poucas semanas.

A beldade de 26 anos concorreu ao Miss São Paulo, em 2012, representando a cidade de Dracena. Sua beleza chamou a atenção da mídia na ocasião. Agora, nove meses após o romance com o ator, ela fala abertamente sobre o que escondeu do público.

"Tenho uma irmã homossexual. Cresci vendo isso [o preconceito] e tive medo de me assumir publicamente. A primeira mulher com quem fiquei, foi aos 16 anos de idade. Cresci achando que era errado amar outra pessoa do mesmo sexo. Mas quando deixei de seguir aquele 'padrão' que é imposto pela sociedade, vi que todas as formas de amor são muito bem-vindas", analisou.

Ao Notícias da TV, a publicitária disse que apesar de esconder sua bissexualidade do público, seus ex-parceiros sempre souberam de sua orientação sexual.

"Todos os meus ex-namorados sabem que sinto atração por mulher. O Caíque Aguiar sabia que eu já havia ficado com mulher e sempre fomos transparente um com o outro, assim como também fui com outros namorados", contou.

A miss ainda desabafou sobre os comentários maldosos que precisou enfrentar por algumas mulheres de seu meio social. "Já percebi que, algumas amigas, ao ficarem sabendo que sou bissexual, ficaram com medo de andar comigo", relatou.

"Mas não é por gostar de mulheres que vou atacar alguém ou sair beijando qualquer um. Isso é outra imagem que precisa ser desconstruída. Eu me valorizo muito e respeito os outros", finalizou.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?