Myra Ruiz

Estrela de musicais, atriz vira skatista fracassada no amor em estreia na TV

Divulgação/Canal Sony

Myra Ruiz ao lado de André Madrini, que contracena com ela em episódio de (Des)Encontros - Divulgação/Canal Sony

Myra Ruiz ao lado de André Madrini, que contracena com ela em episódio de (Des)Encontros

FERNANDA LOPES - Publicado em 10/07/2018, às 05h23

Passar maquiagem verde no rosto todo durante meses foi um desafio até que leve perto do que Myra Ruiz precisou enfrentar em sua estreia na TV. A atriz de 25 anos é famosa por estrelar musicais em São Paulo, como Wicked (2016), em que viveu a protagonista (verde) Elphaba. Agora, para viver uma skatista na segunda temporada de (Des)Encontros, série que estreia no Canal Sony no dia 23, Myra teve de superar o nervosismo.

Na atração da TV paga, Myra interpreta Joana, uma jovem que não tem muita sorte e discernimento em seus relacionamentos. "É uma menina que está fracassando no amor. Ela tem dificuldade de encontrar alguém, e de repente encontra uma pessoa que é quem ela sempre sonhou. Mas a Joana vê que, mesmo assim, ainda não era essa pessoa que ela queria", explica a atriz.

Ao longo do episódio, Joana descobre uma nova chance de ser feliz no amor, só que para isso tem de passar, de skate, em meio a uma multidão de pessoas no aeroporto de Guarulhos. A cena que mais deixou a atriz nervosa foi gravada em horário de pico, com passageiros que esperavam o embarque de verdade e poucos figurantes.

"Foi uma loucura. Tive que passar no meio do saguão do aeroporto, com um monte de gente, gravamos às 18h. A ideia era fazer a imagem ali no meio das pessoas, correndo com o skate. Acabei a cena com a mão gelada, de nervoso", lembra.

(Des)Encontros é uma série antológica do Canal Sony: cada episódio conta uma história diferente, com atores distintos, sobre casos de amor do cotidiano de jovens adultos. Myra conseguiu o papel de protagonista de um dos episódios por meio de um teste, o primeiro que fez para a televisão.

Atriz e cantora, ela estudou teatro musical nos Estados Unidos, na adolescência, e fez carreira na área. Estreou em 2010, logo de cara como a primeira substituta para a protagonista de Mamma Mia!. Depois, se destacou em Shrek (2012), Nine, um Musical Felliniano (2015) e virou estrela de primeira grandeza em Wicked.

divulgação

Myra Ruiz caracterizada como Elphaba, a temida Bruxa Má do Oeste do musical Wicked

No espetáculo (bem-sucedido na versão brasileira e no circuito da Broadway, em Nova York), Myra deu vida à protagonista Elphaba, a Bruxa Má do Oeste, personagem que aparece filme O Mágico de Oz. A repercussão mudou sua vida e sua carreira.

"Wicked foi especial para as pessoas, por falar de assuntos como preconceito, bullying, empoderamento da mulher. Passei a ser reconhecida na rua, tem muita galera novinha que me admira. Eu sei que sou um exemplo pra eles e carrego isso com orgulho e com responsabilidade", conta.

Por causa da rotina no teatro, Myra diz que nunca teve disponibilidade para atuar em produções de longo prazo na TV _sua parceira em Wicked, Fabi Bang, chegou a ter um papel coadjuvante na novela Rock Story (2016). Atualmente, Myra está em cartaz com Chaplin, O Musical, mas já pensa em investir e se arriscar mais na televisão.

"Eu sempre pensei em fazer tudo que me alimente como atriz, seja TV, cinema, teatro; o que tiver de bacana, quero fazer. Mas emendei um musical atrás do outro nesses anos todos e nunca tinha como conciliar. Agora, estou muito a fim de ir por esse caminho", promete.

Leia também

 

 

Enquete

O que você achou do vaivém de Datena na Band?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook