Síndrome de BURNOUT

Demitida da Globo, Izabella Camargo vibra com notícia sobre doença no Bom Dia Brasil

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Izabella Camargo apresentando o mapa-tempo do Jornal Nacional, na Globo; jornalista foi demitida - REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Izabella Camargo apresentando o mapa-tempo do Jornal Nacional, na Globo; jornalista foi demitida

REDAÇÃO - Publicado em 27/05/2019, às 11h32 - Atualizado às 16h38

Demitida da Globo após o diagnóstico de síndrome de burnout, Izabella Camargo vibrou com a notícia, no Bom Dia Brasil desta segunda-feira (27), de que a Classificação Internacional de Doenças da Organização Mundial da Saúde (OMS) agora considera o distúrbio uma doença ocupacional grave. Izabella apresentou o mapa-tempo do tejornal matinal e do H1 até agosto passado.

"Sempre fico emocionada quando alguém me encaminha uma notícia sobre saúde mental, mas hoje a seguidora querida Camila Porta transformou absolutamente tudo! Notícia dada pelo jornalista Rodrigo Gomes encerramento do Bom dia Brasil, o jornal que mais amei participar na TV Globo", escreveu a jornalista em sua conta do Instagram.

Junto à legenda, Izabella publicou o print de sua conversa com a amiga. "Acabei de ver no Bom Dia Brasil que a OMS reconheceu a síndrome como uma doença grave e que isso abrirá o caminho para estudos de tratamentos e pesquisa de remédios. Não sei se viu, mas lembrei de sua luta na hora", dizia a mensagem.

Na sequência, Izabella Camargo dividiu um trecho do anúncio da notícia pelo colega da antiga emissora.

Com a inclusão do distúrbio na lista das doenças ocupacionais graves, será possível que pacientes recebam tratamentos mais especializados e que pesquisas sobre o tema avancem. Antes, a síndrome de burnout era classificada como uma variação da depressão. Agora, passou a ser incluída no capítulo de problemas associados ao emprego ou ao desemprego. A mudança entrará em vigor em 1º de janeiro de 2022. 

Os sintomas são fadiga, cansaço constante, distúrbios do sono, dores musculares e de cabeça, além de alterações de humor e de memória, dificuldades de concentração e até depressão.

A doença

A jornalista foi demitida em 5 de novembro do ano passado após retornar de uma licença médica. Izabella havia sido afastada por ter desenvolvido a síndrome de burnout, considerada o ponto máximo do estresse profissional. Ela teve apagões no ar.

Desde o final de 2014, Izabella Camargo apresentava a previsão do tempo no Hora 1 e no Bom Dia Brasil. Também substituía a titular do Hora 1, Monalisa Perrone, e eventualmente, César Tralli e Carlos Tramontina, nos telejornais locais.

Agora, se dedica a palestras sobre a doença que enfrentou e tem um canal no YouTube, o Dá um Tempo! Assista a um vídeo abaixo:

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é a mãe mais surtada de Amor de Mãe?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook