Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

MICHAEL GAMBON

Ator de Harry Potter é processado por atropelar homem em Londres

Divulgação/Warner Bros.

Michael Gambon abre portas em cena do filme Harry Potter e a Ordem da Fênix

Michael Gambon em Harry Potter e a Ordem da Fênix; ator foi processo após atropelar homem em Londres

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 14/11/2020 - 13h18

Michael Gambon, eternizado no cinema ao assumir o papel do mago Alvo Dumbledore na franquia Harry Potter, está sendo processado após atropelar um homem em Londres, no Reino Unido. No acidente, que ocorreu em 2017, o ator não reparou que o sujeito estava em seu caminho e passou por cima do pé dele.

De acordo com o jornal britânico The Sun, o advogado Toby Clouston acusa o astro de 80 anos de ter quebrado o seu tornozelo ao não perceber que o rapaz estava de bicicleta em seu caminho. Segundo a publicação, o valor exigido por Clouston é de £55 mil (cerca de R$ 396 mil).

No processo, ao qual o jornal teve acesso, a vítima afirma que também sofreu danos nos ligamentos e vive com ansiedade após o acidente. Ele teria criado medo de andar de bicicleta entre os carros, além de seguir com dificuldades para se levantar e exercitar.

O advogado de acusação diz que Gambon só reparou no acidente após a vítima tentar chamar sua atenção várias vezes. A insistência do ator em seguir dirigindo teria prendido a perna de Clouston entre o carro e sua bicicleta.

O processo também diz que o intérprete de Dumbledore admitiu sua culpa no caso por meio de suas seguradoras. No entanto, o ator contesta o valor exigido pelo jovem e não aceita a conta. As seguradoras, então, pediram que seus próprios especialistas façam uma avaliação médica da vítima.

O encontro entre Gambon e Clouston aconteceu em Shepherds Bush, na região leste de Londres, em abril de 2017. O caso segue em andamento na corte local.

TUDO SOBRE

Harry Potter


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você vai acompanhar a reprise de Império?