Tchau, Arquelau

Após campanha para viver Jesus, Theo Becker desiste de novela da Record

Divulgação/Aline e Feu

Theo Becker se preparou para Jesus, mas não conseguiu o papel de protagonista - Divulgação/Aline e Feu

Theo Becker se preparou para Jesus, mas não conseguiu o papel de protagonista

FERNANDA LOPES - Publicado em 20/06/2018, às 06h09

Theo Becker de Oliveira desistiu de interpretar o vilão Herodes Arquelau, papel coadjuvante para o qual havia sido escalado em Jesus, próxima novela bíblica da Record. No início de 2018, o ator de 41 anos fez uma grande preparação para tentar conseguir o personagem principal, mas não foi escolhido. Ele argumenta que não se sentiu à vontade para trabalhar na novela com "outra energia" e pediu para sair.

"Quando eu ia começar minha preparação pro Arquelau, minha energia caiu completamente. Virei um cara triste, e não queria ser esse cara. Eu me preparei muito para outro personagem que não foi possível [fazer], estaria lutando contra mim mesmo. Foi a primeira vez em que eu senti que não deveria fazer um papel, mesmo afastado há um tempão. No momento em que me desliguei desse projeto, melhorei na hora, saiu todo o peso das minhas costas", revela.

"Em comum acordo [com a direção da Record], a gente teve a melhor decisãoNão estava me sentindo bem, essa é a verdade. Eu me deixei à disposição para todas as novelas, mas essa eu achei que era melhor não fazer mais", resume.

A partir do dia 26, Becker voltará ao ar em uma produção de teledramaturgia, sua primeira em dez anos. Ele fará o vilão Labão, pai da protagonista Lia (Bruna Pazinato), que dá nome à minissérie da Record. Também por isso ele diz que optou por sair de Jesus: faria dois vilões, um imediatamente após o outro.

"Minha volta é no Labão. Eu não queria entrar com outro personagem em cima dele, no dia seguinte. Eu estaria no último capítulo de Lia e no primeiro de Jesus, isso pra mim não estava fazendo sentido", explica. 

Mesmo assim, Theo jura que não está chateado com o final de sua longa trajetória com a novela Jesus. Ele até se encontrou com Dudu Azevedo, escolhido para viver o filho de Deus, e selou as pazes.

"Entendo a Record, eles tiveram a ideia de botar um Jesus Cristo como diz a Bíblia, moreno, sem olhos azuis, estão seguindo à risca. A minha fé em fazer esse personagem me transformou numa pessoa melhor, queira ou não queira, ela reergueu minha carreira. Torço para que dê certo. O Dudu Azevedo me deu um abraço, eu desejei sorte, dei os parabéns pra ele e vamos em frente", afirma.

divulgação/record

Theo Becker durante as gravações da minissérie Lia; ele interpreta o personagem Labão

Labão e Netflix
Agora, Theo está ansioso para ver a repercussão do público sobre Labão, seu primeiro personagem na Record desde Mutantes (2008) _antes, ele fez Caminhos do Coração (2007), Prova de Amor (2005) e Escrava Isaura (2004) na emissora. 

Ele vive na minissérie um homem interesseiro, rigoroso e insensível. "É o pai de Lia e Raquel [Graziella Schmitt]. Um cara que inferioriza a mulher, é violento, só pensa nos negócios. É um papel extraordinário. O desafio foi achar o tom de voz certo, começo com 40 anos e termino a minissérie com 85. Acho que é um personagem que vai marcar, é o meu primeiro vilão de verdade", comenta. 

As gravações de Lia já terminaram, e Becker tem outros planos na carreira. Ele conta que está em negociações para atuar em uma campanha de marketing da Netflix e trabalha na peça de teatro interativa que criou.

"Tô escrevendo meu texto para o teatro. Vai ter interação com o público, as pessoas vão poder me perguntar as coisas que sempre quiseram, vou conversar francamente. Pretendo estrear na minha cidade, Pelotas [no Rio Grande do Sul], onde tudo começou. E recebi proposta da Netflix, ela já me notou, estou feliz com isso. Está na hora de mostrar um novo Theo, novo estilo de interpretação", promete. 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Com quem Paloma deve ficar em Bom Sucesso?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook