Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

RUBENS MENIN

Aliado de Bolsonaro, dono da CNN defende tratamento precoce contra a Covid-19

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Rubens Menin de terno escuro e camisa branca em uma sala com parede de madeira

Rubens Menin em seu escritório; dono da CNN Brasil fez uma defesa pública ao tratamento precoce da Covid-19

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 18/6/2021 - 16h04
Atualizado em 18/6/2021 - 19h32

Aliado de Jair Bolsonaro, o empresário Rubens Menin saiu em defesa do tratamento precoce contra a Covid-19. Em suas redes sociais, o dono da CNN Brasil disse que é "óbvia" a eficácia do uso de medicações para evitar o agravamento do quadro clínico de pessoas que possam vir a contrair a doença.

"Mesmo para leigos como eu, parece bastante óbvio, quanto mais cedo começarmos um tratamento médico de qualquer doença, inclusive Covid-19, melhores serão os resultados. Não entendo a lógica que alguns defendem, em retardar qualquer tratamento. Imagino que as chances serão menores", escreveu o empresário em seu perfil no Twitter.

O posicionamento do dono da CNN Brasil vai contra toda a cobertura jornalística feita por seus mais de 800 funcionários do canal de notícias, que diariamente buscam informações científicas para informar a população que medicamentos como azitromicina, cloroquina e ivermectina não são eficazes para evitar a Covid-19.

Menin é aliado declarado de Bolsonaro. Existem rumores nos bastidores de que ele é um dos favoritos do presidente da República para figurar como seu vice na chapa de 2022, quando ele tentará a reeleição. Até o momento, o empresário não se manifestou oficialmente sobre suas intenções políticas.

Rafael Menin, filho de Rubens e herdeiro da CNN Brasil, endossou a publicação de seu pai e listou outros remédios que ele acredita serem eficazes contra a Covid-19. "É uma pena que não se discuta adequadamente este assunto, pois o uso de medicamentos correto salva vidas sim! Medicamentos como dexametasona, anticoagulantes, azitromicina, regeneron, remdesivir e o coquetel monoclonal da Eli Lilly são de suma importância no tratamento."

Nas redes sociais, a publicação dividiu opiniões. Alguns usuários do Twitter usaram do bom humor para ironizar as colocações de Menin a respeito do tratamento precoce contra a doença provocada pelo novo coronavírus.

Confira as publicações de Rubens e Rafael Menin e algumas reações de seus seguidores:

Outro lado

Após a publicação deste texto, Rubens Menin procurou a reportagem para afirmar que não tem pretensões políticas e que apenas orientou seus seguidores a seguirem os protocolos médicos.

Confira a nota na íntegra:

"A coluna (sic) Notícias da TV publicada hoje às 16h04 no UOL distorce o que afirmei em meus posts no Twitter e traz uma informação errada a meu respeito. Primeiro, não tenho pretensões políticas, ao contrário do que afirma o colunista, sem citar fonte. Segundo, com relação aos meus posts no Twitter hoje, meu objetivo foi dizer que as pessoas devem seguir o quanto antes os protocolos recomendados pelos médicos para tratamento de sua saúde. O colunista tentou confundir seus leitores ao distorcer o que publiquei, com um título que não reflete o conteúdo dos meus posts."

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Quem foi o(a) melhor jornalista/comentarista esportivo do ano?

Web Stories

+
Mansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do ator

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas