Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

AUTOR DA DENÚNCIA

'Racismo é racismo', diz deputado sobre suposta injúria racial contra Carla no BBB21

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM e REPRODUÇÃO/GLOBOPLAY

Montagem com Deputado Anderson Moraes e Carla Diaz

Deputado Anderson Moraes (PSL-RJ) e Carla Diaz; político comentou sobre denúncia de injúria racial contra a atriz

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 8/4/2021 - 20h12

Autor da denúncia sobre a suposta prática de injúria racial da qual Carla Diaz teria sido vítima durante o Big Brother Brasil 21, o deputado estadual Anderson Moraes (PSL-RJ) rebateu o posicionamento da atriz sobre o caso. Nesta quarta-feira (8), o parlamentar reforçou que a notícia-crime foi baseada em falas que ele analisou como preconceituosas e pontuou: "Racismo é racismo".

"No dia 09/02/2021, entrei com uma notícia-crime na Decradi [Delegacia de Combate a Crimes Raciais e Delitos de Intolerância], em que a denúncia consiste em afirmações de caráter preconceituoso em relação à raça e a cor de pele de uma integrante de um reality show em rede nacional de televisão.
Em nenhum momento eu cito 'racismo reverso', até porque não existe, racismo é racismo!", afirmou Anderson em nota enviada ao Notícias da TV.

"Estamos em 2021 e não podemos mais admitir que pessoas sejam diferenciadas por sua raça e cor de pele. O momento é de união, e não de fomentar a divisão em nossa sociedade para dominar e governar, a nossa maior riqueza é justamente a diversidade", complementou o deputado.

O posicionamento foi emitido após a ex-BBB ser chamada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro para depor na investigação sobre o caso. Nos Stories do Instagram, Carla disse que não foi vítima de preconceito na casa e lamentou que tenham utilizado seu nome nesta situação, sem que ela tivesse conhecimento do caso.

"Alguém pediu para a delegacia instaurar um inquérito, e vou ter que prestar esclarecimentos sobre um procedimento de preconceito racial. Sim, como se eu fosse vítima de discriminação. Quero dizer que acho isso tudo um absurdo. Acho importante afirmar aqui que racismo reverso não existe", pontuou a loira.

Para a reportagem, a Polícia Civil do Rio de Janeiro confirmou que a investigação está relacionada à denúncia do parlamentar e que a atriz foi apontada como vítima do suposto crime. O caso teve início após o político apresentar uma notícia-crime contra Lumena Aleluia. Durante uma conversa com Karol Conká no confinamento, a psicóloga chamou a integrante do Camarote de "sem melanina", "desbotada" e "olho de boneca assassina".

O Notícias da TV entrou em contato com as equipes de Carla Diaz e Lumena Aleluia, mas não obteve retorno até a publicação deste texto.

Confira a publicação do parlamentar:


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube para conferir nossos boletins diários sobre BBB21


Saiba tudo que está rolando no BBB21 com o podcast O Brasil Tá Vendo

Ouça "#34 - Escala de ranço: Quem são os favoritos e os cancelados do top 10 do BBB21?" no Spreaker.


Últimas de BBB21

Leia também

Web Stories

+
De Fernanda Montenegro a Sônia Braga: Cinco atrizes que entraram para a históriaDe série com Liniker a nova temporada de Elite: Confira os lançamentos da semanaBastidores de O Diabo Veste Prada tiveram atriz deprimida e look vetado, saiba maisJuliette, Zico e Anitta: Sete celebridades que viraram tatuagens de fãsOportunidade de brilhar: Cinco PCDs que atuaram na TV brasileira

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou da saída antecipada de Faustão da Globo?