ESPECIAL CORONAVÍRUS

No dia da estreia da CNN, GloboNews lidera e dá mais audiência do que TV aberta

REPRODUÇÃO/GLOBONEWS

Heraldo Pereira e Leilane Neubarth no estúdio da GloboNews, em um especial sobre a pandemia do coronavírus

Heraldo Pereira e Leilane Neubarth comandaram parte da cobertura especial da GloboNews no domingo (15)

REDAÇÃO - Publicado em 16/03/2020, às 19h58

No mesmo dia em que a CNN entrou no ar no Brasil, a GloboNews se destacou na audiência. De acordo com dados consolidados do Ibope Kantar, a cobertura especial sobre o novo coronavírus fez com que o canal de notícias do Grupo Globo ficasse como o mais visto do domingo (15) entre os pagos e em quarto lugar no ranking geral da TV por assinatura, à frente de emissoras como Band, RedeTV! e Cultura.

Com mais de 12 horas de noticiário ao vivo, a GloboNews teve o dia de maior ibope neste ano. Mais de 3 milhões de telespectadores passaram pelo canal, marca atingida pela última vez em 21 de março do ano passado, com as prisões do ex-presidente Michel Temer e do ex-governador do Rio e ex-ministro Moreira Franco.

Os números representam um crescimento de 95% em relação à média dos domingos do canal de notícias em 2020. Entre os assinantes de TV paga, a GloboNews ocupou a quarta posição geral, atrás apenas de Globo, SBT e Record.

Agora principal concorrente do canal de notícias do Grupo Globo, a CNN Brasil estreou apenas às 20h, com o programa CNN no Ar, que foi exibido até às 23h35 e registrou 0,8 ponto no mercado nacional de televisão por assinatura, contra 1,1 da GloboNews.

Líder da TV paga durante o primeiro programa exibido pela CNN, a GloboNews adotou uma tática de guerra para conter o sucesso da estreia da rival --conseguiu resultado, considerando que, na faixa das 20h à 00h15, a empresa do Grupo Globo ficou 62% acima da média do concorrente.

A GloboNews derrubou a programação normal e convocou todo o seu elenco para um plantão sobre o coronavírus, chegando a ficar mais de quatro horas sem intervalos comerciais.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual reprise da Globo você mais quer ver?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook